sábado, 21 de janeiro de 2017

O ataque botafoguense




Palavras do gerente de futebol do Botafogo, Antônio Lopes, sobre os últimos reforços confirmados pelo Botafogo (Guilherme e Joel):

"- Ele (Jair Ventura) está satisfeito com o material humano que tem à disposição. Está alinhavando a equipe que poderá ser considerada titular. Tem feito várias alterações para poder encontrar a equipe ideal, o que é normal".

Bom, se o treinador gostou e agora acha que tem peças suficientes para trabalhar bem o elenco, é o que importa. Da minha humilde parte como torcedor, confesso que os reforços ofensivos não me agradaram nada. Aliás, se juntar todos os atacantes (de lado e referência), fica difícil escolher dois titulares diante de tanta limitação técnica. Digo mais: Se o time jogar com uma dupla na frente, hoje - se eu fosse técnico -, escalaria o Pimpão e Canales. Ou seja, nenhum dos reforços.

O ataque tem quantidade...
...mas não tanta qualidade.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Um novo Canales?




Notícia retirada do site Globoesporte:

"Fininho e 'zerado', Canales volta para segunda chance com camisa do Bota.

Centroavante chileno se recupera de lesão no pé esquerdo e já perdeu cerca de 5kg. Comissão técnica aposta em boa pré-temporada do gringo, e Carioca será laboratório".

Bom, se ele correu - e conseguiu - para perder 5kg, tomara que também corra para recuperar o investimento do clube em boa parte de 2016.  

O tempo será curto, mas o Canales veio com "status". E agora sem nenhum impedimento (clínico, físico e de adaptação) está na hora de comprovar com gols.

Que argentino naturalizado chileno faça as pazes com as redes adversárias em 2017.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Batendo o desespero





Enquanto o imbróglio com o Emerson Santos se arrasta e o atleta é colocado na geladeira pela diretoria e comissão técnica, o Carli se encontra com desconforto muscular (não deverá jogar o amistoso de domingo, contra o Rio Branco) e a dupla que inicia os trabalhos na zaga botafoguense em 2017 é formada por Emerson Silva e...
...Renan Fonseca.

Preocupante, né?

Poderia ser pior. Sim, afinal, há quem diga que o Botafogo chegou a sondar o Internacional pelo zagueiro Paulão. E o clube gaúcho até disse que poderia rolar negócio, desde que o GLORIOSO arcasse com a integridade do salário do defensor. 

Graças a Deus ele recebe muito dinheiro no sul e pulamos fora dessa.

Mas independente disso, sequer deveriam ter sondado o rapaz. Primeiro, porque é fraquíssimo. E segundo, que ao invés disso, porque não fazer contas e mais contas para chegar logo a um consenso com os empresários do Emerson?

Não estou dizendo para "abrirmos as pernas", mas para tentar logo renovar o contrato de maneira que fique bom para os dois lados. Com o afastamento do zagueiro - até que haja uma solução -, o único que perde é o Botafogo.

Ou alguém aqui fica tranquilo em saber que Renan Fonseca pode ser bastante utilizado na temporada?


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Liberdade ofensiva





Apesar do futebol ser um esporte coletivo e de todos jogadores precisarem fazer as funções defensivas e ofensivas, eu ainda acho que o craque - aquele que desequilibra - deve ficar solto, ter liberdade em campo.

E pelas palavras do técnico Jair Ventura, o Montillo deverá ser esse cara no Botafogo em 2017:

"- Conversei com outros técnicos e amigos, tive longa conversa com Cuca, que trabalhou com ele no Cruzeiro e levou para China. Falou como usou, bateu muito do que eu pensava. Será próximo da área, com grande poder de finalização. Deixar o cara do improviso e finalização longe da área você perde bastante".

É bem por aí mesmo. Tomara que o argentino possa flutuar pelo setor de ataque, tanto pelo centro como nos lados. É dele que esperamos  as jogadas diferentes. Para isso, não digo que o Montillo deve correr menos ou ter menos responsabilidades quando o adversário tiver posse de bola, mas eu penso que os companheiros precisarão fazer mais o "serviço sujo" para que ele se preocupe principalmente na criação e conclusão.

Se o Jair também estiver pensando parecido - e para dar essa "liberdade" ao Montillo -, acredito que o esquema tático na temporada será diferente do utilizado no ano passado. Ou seja, o 4231 no lugar do 4312.

Vamos torcer para que dê liga!


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Na calculadora





Notícia retirada do site Globoesporte:

"Valor fixo menor e prêmio por metas: Bota avalia renovação com a Caixa.

Banco apresenta proposta, e diretoria levará oferta ao Conselho Fiscal e Deliberativo na segunda-feira. Expectativa é definir o patrocínio antes da estreia na Libertadores".

O título da matéria não foi dos melhores. Dá a impressão de que teremos uma redução - no valor fixo - se compararmos a reta final de 2016 com a temporada de 2017. Explico...

Dizem que a Caixa pagou em torno de R$ 1,4 milhão nos dois meses de parceria em 2016. Isso dá R$ 700 mil/mês.

A questão é, que segundo a reportagem, havia um pré-acordo entre as duas partes, de que em 2017, o valor total do patrocínio anual seria de R$ 12 milhões. Ou seja, R$ 1 milhão por mês. O lance é que, uma coisa são palavras, outra, bem diferente, são os tais papéis assinados.

Bom, eu duvido que eles ofereçam menos do que os R$ 700 mil mensais agora. Em números rápidos - e pensando por baixo -, R$ 8,4 milhões na temporada. Realmente, uma grande diferença no final do ano, mas dependendo dos prêmios por metas (que dizem haver) na nova proposta, pode ser que cheguemos ao valor mínimo pré-acordado.

Em tempos de crise e vacas magras, eu não abriria mão desse patrocínio. Obviamente tentaria aumentar o valor fixo, mas se não der, melhor garantir o que já dão e buscar novas receitas.

O que os amigos pensam a respeito? 


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Dentro de casa tem gente melhor




O Botafogo continua buscando um jogador de lado do campo e velocidade para substituir o Neilton, negociado com o São Paulo.

Já se falou em Pottker, Lucca, Osvaldo e Vander. Por enquanto, nenhum negócio fechado. Mas o técnico Jair Ventura continua confiante:

"- Estamos precisando de atacante de velocidade, já que perdemos o Neilton. Não tem ninguém no elenco com essa característica, um contra um, drible, mudança de direção. Estamos no mercado, não paramos, sempre monitorando. O mercado está difícil, mas não vamos sossegar enquanto não achar. De repente, até dois".

Fico preocupado quando vejo que as primeiras opções - que já não eram as mais empolgantes - não vingam, e aí começam a partir para planos alternativos, que, em teoria, são jogadores que não estavam na lista de importância, né?

O nome da vez é o Guilherme, do Grêmio? Dizem que o Botafogo manifestou interesse e o clube gaúcho não deve dificultar o empréstimo.

Confesso não conhecer o rapaz. E as únicas informações também não me animaram. Hoje ele não tem espaço no Grêmio, pois é mais do que reserva do reserva. No ano passado, entrou em campo 19 vezes e marcou um gol. Também foi emprestado ao São José/RS e em 13 participações, também balançou a rede apenas uma vez.

Insisto: Se é para trazer jogador com esse "currículo", por que não apostar na prata da casa? Eu duvido que, por exemplo, o Amilcar (Copa São Paulo Juniores) seja pior. O moleque corre a beça, parte para cima, tem um pulmão e tanto...
...e aposto que sairia bem mais barato para o Botafogo.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

domingo, 15 de janeiro de 2017

Dois Emersons, uma vaga





Os primeiros dias de trabalho do Botafogo em 2017 indicam possível mudança tática.

Com o novo elenco à disposição, o técnico Jair Ventura montou o time titular atuando no 451, ao invés do 4312 da temporada passada.

Nos dois treinos realizados, o time titular sofreu apenas uma mudança de um dia para o outro: A troca dos dois Emersons na zaga.

No primeiro dia, o escolhido foi o jovem egresso da base e que formou a dupla com o Carli em 2016. Já no último treino, a substituição pelo xará mais experiente. De resto, os demais atletas foram: Gatito Fernández, Jonas, Carli e Victor Luís; Airton, Bruno Silva, João Paulo, Camilo e Montillo; Roger.

Eu sinceramente torço pela manutenção o Emerson Santos. Considero-o melhor companheiro para o xerife argentino. 

E os amigos?


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

sábado, 14 de janeiro de 2017

Falou sobre tudo





O presidente CEP concedeu uma entrevista bem legal ao site Globoesporte (clique aqui).

Falou sobre as dificultades financeiras, elenco, reforços, estádio Nilton Santos, perspectivas, eleição no final do ano, etc...

Mas confesso que o trecho que mais gostei foi quando ele falou da "relação" com um clube que é bastante "querido" da mídia esportiva:

"- Com o Flamengo não temos relação alguma. É indiferente. Com o Fluminense nós temos boa esperança com a nova gestão, já conversei com o Pedro Abad. Acho que podemos trabalhar em conjunto. Tenho uma boa relação com o Eurico Miranda desde o começo. Em relação ao Flamengo, começou mal por causa do caso do Arão e depois nunca houve uma melhora efetiva. Todas as iniciativas nunca produziram um entendimento. No caso da Arena da Ilha, por exemplo, o Botafogo poderia ter feito uma passagem de tudo o que tinha feito para o Flamengo. 
O Flamengo nos procurou, recebeu os valores e optou por não fazer. Antes do acerto, nem o Flamengo nem a Portuguesa nos procuraram. É aquele negócio. Não dá para esperar cavalheirismo. Mas nós também já tínhamos encerrado. O Botafogo saiu no dia 31 de dezembro, e o Flamengo entrou em janeiro. Eles poderiam ter ficado com um legado, mas não quiseram. É o direito que cada um tem. Acredito que eles enfrentarão alguns problemas, como nós enfrentamos lá".

É isso aí! Acho que devemos estar abertos à conversas comerciais com qualquer um...
...mas se o outro não quiser ou se fizer de difícil (apenas por ser "protegido" pela imprensa), um "F" bem grande para eles. 

O Botafogo é GLORIOSO demais para abaixar a cabeça para alguém.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Inexplicável






Notícia - retirada do site FogãoNet - que merece explicação das pessoas que comandam o futebol profissional do Botafogo:

"Blogueiro: Botafogo não conta em 2017 com Renan Gorne, que vai pro Grupo 2".

Clique aqui para conferir a sequência de tweets com mais informações.

Uma coisa é terem calma com o Gorne para não repetirem o "caso Luis Henrique", mas outra coisa - bem diferente - é preteri-lo em favor do péssimo Vinicius Tanque.

Cadê a tal "meritocracia" do Jair? E as explicações do Antônio Lopes a respeito disso?


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Bola nele!






Principal reforço e, certamente, craque do time, o argentino Montillo foi oficialmente apresentado e já falou sobre o início dos trabalhos no novo clube:

"- O mais importante para mim é pegar ritmo de jogo. O calendário chinês termina em novembro. Mas eu quase não peguei férias, continuei treinando pois sabia o que viria. Mas o ritmo de jogo é o que eu mais tenho que pegar. O último foi dia 30 de outubro. Mas esquecer de jogar bola ninguém esquece. Trabalhei muito a parte física e estou confiante que a coisa estará bem encaminhada com uma boa pré-temporada".

Certeza! Quem tem o dom não esquece. E o Montillo joga muita bola. Não tenho dúvida de que será o nosso comandante em campo e dará muitas alegrias ao torcedor botafoguense. Melhor ainda é saber que ele não precisará de muito tempo para um bom condicionamento físico.

Finalmente temos um cara que, com a bola nos pés, desequilibra.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Ainda tem espaço





Hoje, 11 de janeiro, começa o ano do Botafogo.

Os jogadores (antigos e novos) se (re)apresentam após as férias e já começam a trabalhar visando o início do estadual e, principalmente, a pré-Libertadores.

E por falar em atletas, no final da semana passada, o vice de futebol, Cacá Azeredo, havia dito que o elenco botafoguense estava fechado e que só analisariam propostas que chegassem ao clube e que fossem interessantes técnica e economicamente.

Confesso ter ficado preocupado, pois ainda vejo alguns setores carentes no time. Mas ontem o gerente de futebol, Antônio Lopes, falou algo diferente do vice:

"- Todos os que estavam conosco na última temporada, com quem nós gostaríamos de renovar, já estão acertados. Agora, buscamos novas peças, especialmente em uma posição: atacante que atue pelo lado do campo. Só não vou dizer quem".

Já fecho mais com o Lopes! É uma posição que precisamos reforçar.

Quanto ao Cacá, que não volte aos holofotes para falar besteira!


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Valeria o risco?





Um bom assunto para discussão aqui no CB...

Notícia retirada do site Globoesporte:

"Fim das lesões e retorno aos grandes: Fellype Gabriel quer recomeço no Rio.

Ex-jogador do Flamengo, Botafogo, Palmeiras e Vasco tenta reencontrar no Boavista bom futebol que o fez defender os grandes: 'É uma oportunidade de poder jogar mais".

O que eu sei: O meio campista praticamente não atuou enquanto esteve no Palmeiras e Vasco. Se entrou em campo duas vezes (por cada time), foi muito.

O que eu não sei: A gravidade (se é que houve) das lesões durante esse período. Até que ponto o FG não conseguiu disputar uma vaga por conta apenas das contusões e/ou se também estava mal tecnicamente.

O que eu faria: Observaria o desempenho dele no estadual, buscaria uma bancada médica externa para avaliações minuciosas e, dependendo, proporia um contrato de risco (por produtividade) para o restante da temporada.

É inegável que o Fellype sabe jogar bola. Na sua passagem pelo Botafogo, foi muito bem. Foi um daqueles jogadores que queimou a minha língua. Não é possível que tenha caído tanto de rendimento técnico. Da mesma forma que não é possível que seja tão azarado ou fraco na parte física.

Em condições, seria uma ótima opção para compor o elenco, hein?

O que os amigos pensam a respeito? 


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!