quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

"Responsável" pela América do Sul

















Responsável por ter indicado jogadores como Lodeiro, Navarro, Salgueiro, Risso e Bazallo, o empresário uruguaio Gerardo Cano parece gozar de muita moral em General Severiano. Tanto é, que após um almoço com o presidente CEP, ambos afirmaram que a parceria tende a continuar na próxima temporada.

Palavras do CEP:

"- Foi uma visita de cortesia. É claro que se ele tiver algum bom jogador vai nos indicar. Mas por enquanto não passou disso. Não tratamos de nomes".

O empresário também falou:

"- Foi um almoço que, quando estou no Rio, nos acostumamos a fazer para falar de futebol e trocamos ideias sobre o futuro da equipe. Aí, pelo carinho e respeito que tenho pelo Carlos Eduardo, o Gustavo Noronha (diretor executivo de futebol) e o Cacá (vice de futebol), eu sou prioridade para olhar no mercado sul-americano atletas que possam ser de qualidade para o Fogão em 2017. E logo após, falar com eles e a comissão técnica sobre a possibilidade de algum deles chegar ao clube".

Ah tá... agora entendi como funciona a "ala internacional do departamento de inteligência" do futebol botafoguense.

Eu preferia que, ao invés de empresário (que independente de amizade, vai sempre olhar primeiro para o seu bolso), tivéssemos um profissional (ou equipe) remunerado pelo Botafogo viajando e acompanhando o mercado sul-americano.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Experiência e juventude


















O técnico Jair Ventura falou sobre a montagem do elenco para o ano que vem:

"- Acho ideal mesclarmos. Não podemos ter só jogadores com idade avançada porque perdemos força. Modéstia à parte, conheço muito a base, temos que usar esses meninos. Eu vejo que mesclar é sempre a melhor receita".

Ok...legal, concordo. Mas que então sejam utilizados sempre que for preciso/necessário, não preferindo improvisar atletas mais experientes em posições que não têm cacoete, com receio de queimar "jovens meninos indefesos de 20, 21, 22 anos" que ganham salários de gente grande.

E claro: Não basta apenas ser atleta formado no Botafogo...
...tem que saber jogar futebol, que é o mais importante, né?


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Cavadinha

















Dizem que o Mano Menezes afirmou que contará com o Neilton no Cruzeiro (com quem tem contrato) em 2017.

Eu não acredito muito.

Ainda mais depois das palavras do empresário do atacante:

"- O Neilton gosta muito do Botafogo. Ano passado teve proposta para ganhar 50 mil, 60 mil a mais e mesmo assim preferiu ficar. Atualmente temos três clubes grandes no Brasil interessados em conversar com ele. O Cruzeiro quer muito que ele volte, o Mano (Menezes) gosta muito dele, já ligou várias vezes. Mas ele não aceita conversar com esses clubes porque primeiro quer ouvir a palavra final do Botafogo, 'sim' ou 'não'. Somente se o Botafogo falar 'não' é que ele vai querer conversar com as outras equipes".

Me engana que eu gosto 1: Duvido que o Neilton abriria mão de ganhar 60 mil a mais. E mesmo se abrisse, duvido que o empresário permitiria, afinal, ele ganha porcentagem em toda negociação. E sabemos que jogador nunca se opõe a empresário.

Me engana que eu gosto 2: Primeiro quer ouvir o Botafogo. Balela. Se tem contrato em vigência, enfia o rabanho entre as pernas e volta "pianinho" para Belo Horizonte.

Enfim, espero que a diretoria botafoguense não caia nessas doces palavras do responsável pela carreira do atacante. Se for para ficar em General Severiano, que seja por uma proposta normal, viável e sem pagar um centavo a mais do que o futebol do Neilton vale.

E eu já diria que o que foi pago em 2016 é o limite do aceitável (e com ressalvas)...


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

domingo, 4 de dezembro de 2016

Para não ter improviso


















Depois de ser "agredido" pelo "queridinho da imprensa esportiva", Zé Roberto, na derrota para o Palmeiras, o lateral Alemão não enfrentou a Ponte Preta e estaria fora do último jogo contra o Grêmio.

Por conta do trágico acidente com a Chapecoense, a rodada final foi adiada para o próximo dia 11 e segundo o preparador físico do Botafogo, agora existe boa chance do lateral ficar disponível lá em Porto Alegre: 

"- O Alemão já vem treinando desde sexta na bicicleta pra evitar que aumentasse o edema. Na segunda, ele já voltou a trabalhar no campo. A tendência é que ele possa estar liberado na próxima segunda-feira".

Não que ele tenha enchido meus olhos até agora, mas pelo simples fato de "impedir" que o Jair Ventura invente novamente um canhoto improvisado, torço para que o Alemão esteja em campo no domingo que vem.

Aliás, pode ser a oportunidade final para ele mostrar se vale a pena ou não permanecer em definitivo no Botafogo no próximo ano.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

sábado, 3 de dezembro de 2016

Última chance em 16

















Notícia retirada do site Lancenet:

"Voltar a ser Camilo: meia usa semana de treinos para decidir na reta final.

Apesar de o motivo ser o pior possível, pausa no Brasileiro deve ser importante para camisa 10 voltar a ser decisivo como no começo do campeonato. Preparador elogia meia".

Convenhamos que já passou da hora, né?


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Inflando a folha















Final de ano, alguns jogadores saem, chegam...
....e outros retornam.

No caso do Botafogo, sete profissionais (com contratos em vigência) que praticamente não aturam em 2016 com a camisa alvinegra estão voltando para General Severiano. São eles: O zagueiro Rabello (emprestado ao Náutico), o goleiro Milton Raphael (Macaé), o lateral esquerdo Jean (Botafogo/PB), os meias Octávio (Tupi) e Marquinho (Atlético/GO), além dos atacantes Paulo Ricardo (Portuguesa/RJ) e André Luis (Boavista).

De todos, parece que o único titular no clube em que esteve emprestado foi o Rabello. Os demais, ora reservas ou sequer relacionados. Ou seja, está mais do que claro que são fraquíssimos e que não poderiam ter contratos tão longos com um clube do tamanho do Botafogo, né?

Agora não tem jeito para 2017: Precisamos arrumar outros clubes para novos empréstimos ou deixá-los treinando separadamente do grupo principal, arcando, obviamente, com os devidos salários.

Eu só queria saber quanto esses sete jogadores (fora alguns outros que já estavam encostados em GS) custam mensalmente ao cofre botafoguense. Alguém faz ideia?


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Sim ou não?












Um post rápido para saber a opinião dos botafoguenses sobre a especulação que tem rondado General Severiano: Montillo, sim ou não?

Dizem que o Botafogo está disposto a contratar o apoiador por um valor próximo a R$600 mil (entre salário e luvas).

Tudo bem que ninguém acompanhou o Montillo durante a sua passagem pelo futebol chinês, né? Por isso, acho que não dá para dizermos se é bom ou mal negócio na atualidade. Eu baseio no que ele já apresentou pelo futebol brasileiro (no Cruzeiro e - em menor proporção - Santos): Para mim, se houver esse lastro financeiro que possibilite o negócio sem comprometer nada, é uma boa.

Para deixarmos de ser coadjuvantes, precisamos pensar grande (com responsabilidade, é claro) e de jogadores que sejam acima da média. 

O Montillo está longe de ser uma sumidade, mas mesmo no seu "pior momento" do Santos, hoje escolheria camisa no atual Botafogo.

O que os amigos pensam a respeito?


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

O novo goleiro (provisório)

















O Botafogo "papou mosca" e realmente não contará com o goleiro Sidão na próxima temporada. O atual camisa 1 do GLORIOSO trabalhará no Morumbi.

No desespero em não saber quando contará com o seu melhor arqueiro (Jefferson) - e só ter o fraco Helton Leite como opção -, a diretoria se movimentou rápido e, dizem, fechou com o Gatito Fernández, do Figueirense.

Acho que irei na contramão de boa parte da torcida botafoguense...

Diferente de quando anunciou o Sidão, desta vez eu confesso que até gostei do nome escolhido. Os jogos do Gatito que eu vi, me mostraram um jovem com bastante potencial, com boa envergadura, plasticidade e calma. Lógico, é jovem e ainda terá momentos de instabilidade, mas, juro, não ficarei tão preocupado com a saída do Sidão.

Aliás, sobre o Sidão, não nego que queimou a minha língua. Já sobre o Fernández, espero que não me  (nos) decepcione.

E, ah, que o Jefferson se recupere e volto o quanto antes possível.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Valeu e tchau!
























Notícia retirada do site Globoesporte:

"Com negociação parada, Neilton pode não jogar mais pelo Botafogo.

Apesar do desejo do atacante, Alvinegro vê permanência complicada por conta dos valores pedidos pelo Cruzeiro. Empresário diz que não há conversas no momento".

Ele levou o terceiro amarelo contra a Ponte e não enfrentará o Grêmio. Ou seja, já está de férias...
...e espero que o departamento de futebol tenha feito uma avaliação precisa do futebol do Neilton e chegado à conclusão de que se trata de um atacante normal e que não vale 30% do que pede o Cruzeiro.

Obs: Fora do assunto, tristeza profunda pelo ocorrido no acidente aéreo da Chapecoense.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Duas considerações

















Ainda sobre o empate com a Ponte, notícia retirada do site Globoesporte:

"Clima esquenta, e Victor Luís e Sassá discutem com torcedores na Arena".

Victor Luís é um lateral esquerdo esforçado, apenas. E aí criticam a sua partida, improvisado - completamente torto e sem cacoete - jogando pelo lado direito? Não é pegar leve com o jogador, mas acho que a torcida deveria cobrar/criticar o inventor de tal sandice. 

Quanto ao Sassá, na boa, insisto: É vender pela primeira proposta razoável que chegar em General Severiano. A tendência é o seu valor de mercado só cair, pois o que viveu foi um momento atípico na sua carreira (igual ao time, quando contou com a sorte ao seu lado).  É muita marra e pouco talento.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

domingo, 27 de novembro de 2016

Troféu "Oléo de Peroba"

















O volante Dudu Cearense tentou justificar o decepcionante empate de ontem:

"- Futebol é assim. Os caras foram uma vez no ataque e, em uma bola desviada, fizeram o gol. Temos que aceitar e agora é pensar no próximo jogo para classificar para a Libertadores".

Meu comentário: Já nem sei se sinto raiva, pena ou vergonha de uma declaração dessas.

Juro!


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

sábado, 26 de novembro de 2016

Empate imperdoável

















Papelão.

O Botafogo conseguiu a proeza de empatar em casa (1 a 1 - Sassá) com a Ponte Preta jogando com um atleta a menos desde o primeiro tempo.

E pior: Sendo amplamente dominado na segunda etapa, não conseguindo criar uma única chance de gol, perdendo divididas, preparo físico, etc. Ou seja, uma lástima. Um resultado ruim que nos obrigará a garantir a vaga no G6 na última rodada, contra o Grêmio, lá em Porto Alegre.

Tarefa das mais complicadas. 

Para quem estava com um pé na Pré-Libertadores, o risco de ficar fora agora é enorme. Mas tudo bem, né? O Jair Ventura já disse que se não conseguirmos, não será considerado fracasso, afinal, o seu objetivo era escapar do rebaixamento, apenas.

Pensamento abaixo do medíocre que reflete na falta de personalidade, ambição e futebol apresentado pelos seus comandados.

Ah, e serei repetitivo, mas lembrarei: Repararam que sem a sorte o Botafogo não encanta? Aliás, já não encantava, porém, muita gente dizia que vencer com gols nos minutos finais era prova de dedicação e até mesmo estratégia do treinador. Enquanto isso, eu dizia: Vencemos prioritariamente por causa da sorte. Uma hora ela nos deixará de lado...

E está deixando na reta final. Aí, depender de Jair Ventura na armação/escalação, Camilo, Neilton e tantos outros...
...bom, deixa para lá.

Empate com sabor de derrota. E pela circunstância da partida, vergonhoso, imperdoável.

Ao invés de uma semana tranquila só curtindo, teremos mais sete dias de tensão, preocupação e aquele sentimento de incerteza. Tomara que, pelo menos, esses caras que lá estão em General Severiano, passem a semana calados sem discursos padronizados ou para idiotas baterem palmas.

Vergonha!


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

Botafogo 1 x 1 Ponte Preta

1- Sidão: Um lance irresponsável no final quase compromete mais a partida - 5,0

2- Victor Luís: Coitado, foi improvisado e apesar da boa vontade, mostrou não ter cacoete para atuar do lado direito - 5,0

3- Renan Fonseca: Os sustos de sempre - 4,0

4- Emerson: Ao lado do Renan, piora drasticamente - 4,5

5- Rodrigo Lindoso: O de sempre, ou seja, nada que mereça destaque - 4,5

6- Diogo: Fraco, inofensivo - 4,5

7- Neilton: Nada fez - 4,0

8- Aírton: O melhor do time, ainda tentava algo...e ainda assim, foi substituído - 6,0

9- Sassá: Gol de sorte. De resto, muita briga e pouca bola - 5,0

10- Camilo: Outra partida patética para um camisa 10 - 4,5

11- Dudu Cearense: Não tem preparo físico. Mas mesmo assim, ainda lutou bastante - 5,5

12- Vinicius Tanque: Mais uma invenção do treinador... - 4,0

13- Núñez: Inútil nos minutos em campo - 4,0

14- Rodrigo Pimpão: Preso na direita, nada fez - 4,0

Jair Ventura: Inventou na escalação inicial, demorou para mexer e ainda errou bastante nas alterações. Sem sorte, mostra ser "mais do mesmo". Com o agravante de uma máscara maior que o rosto - 4,0