terça-feira, 13 de novembro de 2012

Uma exceção
























Muito legal o que falou o Seedorf a respeito das concentrações para as partidas e vida social dos jogadores de futebol:

"– Isso é uma coisa que vem do passado. A gente se prepara bastante e, muitas vezes, por logística, precisa viajar dias antes do jogo. Mesmo nas partidas em casa há concentração. O Barcelona, por exemplo, não faz isso. Todos tem família, filhos, e gostam de dormir em casa. Nenhum resultado científico prova qualquer benefício da concentração. Muito pelo contrário".

"– De vez em quando, também gosto de sair. O que eu faço no Botafogo, eu fiz durante toda minha carreira. Dizem que no futebol com mais de 30 você não aguenta, mas isso não tem nada a ver. Tem jogador de 25 parecendo que tem 40. O importante é se cuidar. Se beber e fumar, esquece".

É um cara diferente.

Tomara que a presença do Seedorf mude toda a estrutura do futebol brasileiro...
...apesar de quê, eu infelizmente não acredito que os nossos jogadores tenham essa consciência e profissionalismo (mesmo fora dos gramados).

O Botafogo tem muito a ganhar com o Seedorf.

Só precisa escutá-lo.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

6 comentários:

ari dias disse...

O difícil é mudar a consciência dos jogadores brasileiros, que começam a jogar e já se acham um novo Pelé. Mulequinho de 15, 16 anos já com marra de Messi, e o pior é que os dirigentes ficam bajulando esses novos marrentinhos.
SALVE SEEDORF (Em breve ídolo).

Rodrigo Federman disse...

Ari, por essas e outras que eu torço contra todos os brasileirinhos que não vestem a camisa do Botafogo! rs
Abs e SA!!!

Alex JF-MG disse...

Esse é diferente ..quem sabe daqui a 3 a 4 , o BOTAFOGO e o futebol brasileiro mudem a sua gestação de trabalho...

luiz sergio cunha disse...

FEDERMAN,

a concentração só faz sentido, diante da indisciplina e falta de profissionalismo.

nossos jogadores,em sua imensa maioria, representam o que é o povo brasileiro em sua imensa maioria, um bando de macunaímas e, portanto, completamente despreparados para o pleno exercício da cidadania, pois só conhecem seus direitos e não dão a mínima para as obrigações.

abraços,

LSCUNHA

Rodrigo Federman disse...

Tomara, Alex.
Abs e SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Cunha, estou 100% de acordo com o amigo!
Abs e SA!!!