sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Com a cabeça fria



















Após acordar ainda com a cabeça inchada, nada como ler as declarações de um cara como o Seedorf:

"- Foi uma atuação impressionante. Foi o melhor Botafogo que vi esse ano, contra o melhor time que vi esse ano, o Inter. Temos que valorizar muito, isso faz parte do futebol. É um ponto? É um ponto. Se acabasse hoje, seríamos campeões. Temos que olhar para frente, saber da responsabilidade para manter essa determinação contra a Portuguesa".

Apesar dos pesares, ok, é um fato: Somos líderes...
...isolados.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

33 comentários:

Alex JF-MG disse...

Rodrigo , pela primeira vez depois de muitos anos , apesar dos pontos perdidos , estou satisfeito com o BOTAFOGO e a postura dos jogadores comandados pelo seedorf....

SPECTRE1961 disse...

שָׁלוֹם


Federman,


From: Fórum - Canal Botafogo -


" mas se terminasse hoje seríamos"



"mas" -> *BRONHAmix



"se" -> *BRONHAmix



"seríamos" -> *BRONHAmix


By Seedorf








"ou não ..."


By Caetano Veloso




Shalom !

Rodrigo Federman disse...

Alex, o time foi aguerrido mesmo. Fato. Mas ainda não consegui aceitar esses dois pontos a menos.
Abs e SA!!!

Newton disse...

O Seedorf é um grande líder.

Ontem eu fiquei muito puto, revoltado mesmo, mas quando assisti a entrevista do mestre Seedorf, percebi que o mais importante é entender o todo. Ele foi muito feliz no seu discurso, valorizando o grupo, as virtudes, o futebol jogado pelo Botafogo, e minimizou o acaso, como tem acontecido com esses três jogos infelizes, em que tomamos o gol no último lance.

Acho que nós torcedores temos que passar uma corrente positiva para o Botafogo. Esqueçamos as lamentações, o "azar" ou mesmo as imperfeições, pois podem acontecer com todos. O pensamento positivo dos torcedores alvinegros pode definir um campeonato, penso eu.

Vamos valorizar a liderança, principalmente na atual situação de comprometimento financeiro global.

Talvez seja a melhor campanha que o Botafogo já realizou em Brasileiros.

Salve o Grande Líder Seedorf!
Salve o Botafogo!

Rodrigo Federman disse...

Spectre, bem que poderia terminar hoje! rs

Newton, o problema é que torcedor é paixão. Fica difícil controlar. Ainda mais no calor pós-partida.

Abs e SA!!!

VinnyMarques disse...

Esse ano é aparar as arestas...
Mas o que não aceito são os erros repetidamente cometidos.
Aprender com os erros vem sido a sina do Botafogo. Impressionante.
Desde as substituições fajutas do treinador que não deram certo e ele continua a fazer, até os moles que a defesa dá na hora do "vamovê"...
A postura defensiva nas substituições chama o adversário e ele tira exatamente quem pode puxar o contra ataque...
Lamentável.

Celso Ricardo disse...

Algo tem que ser reconhecido: Oswaldo de Oliveira tem o grupo na mão.Essa liderança também é mérito dele.

Rodrigo Federman disse...

Fecho contigo, Vinny.

Sim, Celso. Essa é a única virtude (minha opinião) dele.

Abs e SA!!!

Anônimo disse...

Meu caro Rodrigo,
Depois da declaração do meu "comandante" dormirei hoje mais tranquilo!Preciso! A insonia. de toda madrugada, não me deu trégua! Coisas de um velho botafoguense acostumado e calejado com as incertezas maravilhosas que só o futebol e meu glorioso proporcionam. Que venha a Lusa e o resto! Prá cima deles Vitinho!!!!!!!!!
Francelino Bouéres

Alex JF-MG disse...

Desculpe amigos Celso e Rodrigo, acho que o seedorf tem mais controle do grupo do que o treineiro....rsrsrs

Rodrigo Federman disse...

Francelino, a noite foi longa mesmo. Só consegui pegar no sono às 3h.

Alex, eu não acho isso. Tenho certeza disso. rs

Abs e SA!!!

ari dias disse...

Essa é a diferença de um jogador comum para um diferenciado. Ontem logo após o fim da partida o Seedorf chamou todo mundo e visivelmente sinalizava pra rapaziada levantar a cabeça e agradecer a torcida.
Se fosse eu sairia igual ao Sandro(lembra?) dando bico e quebrando a porta do vestiário!!
SALVE SEEDORF(por isso) ÍDOLO.

Rodrigo Federman disse...

Eu também, Ari. Se bem que naquela partida, descemos para o vestiário com o rebaixamento nas costas, ne'?
Abs e SA!!!

Sergio Di Sabbato disse...

Prá dormir ontem foi um custo, passava toda hora aquele gol do Inter faltando 30 segundos. Me fez lembrar a decisão de 71, quando ficava recordando o gol tomado no finzinho e na minha cabeça tentava modificar o que tinha acontecido.
O Botafogo é um clube que não prima pela sorte, com certeza, mas ontem, apesar de fazer uma partida muito boa e em especial o Vitinho, faltou atenção no último lance. Não se pode tomar um gol como aquele, que prá mim foi por pura desatenção.
Gostei muito da atuação do Botafogo ontem e, achei injusto o empate, pois o Inter só jogou uns 20 minutos, fez 2 gols e voltou pro 2º tempo jogando na retranca. Não me lembro de nenhum ataque o perigoso do Inter no 2º tempo. Aliás, no 1º tempo, o Botafogo começou muito bem, fez o gol e, de repente recua. O desgraça essa de não partir prá cima. O Inter tava tão perdido em campo, que se o Botafogo forçasse fazia mais um ou dois gols. Eu não consigo entender essa tática burra. Se é para jogar no contra-ataque, que pelo menos saiba como fazer. O Inter fez a mesma bobagem no 2º tempo, coisa que todos os clubes brasileiros fazem. Enfim, somos líderes, e não devemos lamentar esses empates faltando segundos, mas não deixa de passar pela cabeça que poderíamos estar 8 pontos a frente do 2º colocado, e com merecimento. Amigo, tudo para o Botafogo é mais difícil e, se a sorte nos ajudou com resultados nas duas últimas rodadas, é claro que ela iria cobrar imediatamente. Dizem que sorte não existe, mas eu vejo tantos acontecimentos que aprece fatores alheios a nossa vontade, acho que isso é que é sorte. De qualquer modo, o discurso do Seedorf nos reanima e nos dá esperança. Vamos lá Fogão, eu acredito no Título de campeão brasileiro, com ou sem sorte. Abs e SB!

Rodrigo Federman disse...

Nem fala, Sergio. Eu fiquei fritando pros dois lados na cama. Só vinha o lance do gol de empate deles na memória.
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

Gostei das observações do NEWTON.A paixão faz parte,mas não deve ser superior a razão.Temos que entender que existem forças além de nossa percepção,e quanto mais puxarmos para baixo,mais atrairemos eventos negativos.
Lembro que os lixos do Rio e de SP, várias vezes ganharam títulos quase impossíveis,graças a força da torcida atraindo bons fluidos.
O AM ganhou a LA em 3 oportunidades este ano,quando nas 3 partidas esteve praticamente derrotado, mas a torcida empurrava positivamente, sem lamúrias e sem negativismo.
Discordo das críticas exageradas aos jogadores e direção do clube.Erros todos têm, mas há muito não vejo o clube ter tantos jovens promissores no grupo e uma contratação de primeiro mundo,como foi a do Seedorf. Não é fato que só tiveram chance por contusão dos apadrinhados. Renato, Ac , Andrezinho, etc, foram para o banco e calaram a boca de muita gente.
Acho que podemos combater a paixão exarcebada,que nos tira a razão,e aproveitarmos o bom momento para atrair fluidos bons.Temos que nos livrar desa "pecha" de sofredores e coitadinhos,e isso somente nós torcedores poderemos reverter.
Um abraço do JOTA, que há muito tempo não tinha tanto prazer em ver o time jogar.

Rodrigo Federman disse...

Jota, sobre esse tema, eu tenho uma opinião um pouco diferente. Claro que devemos balancear razão e emoção, mas torcer, sei lá, para mim é mais paixão do que qualquer outra coisa. Por isso que o esporte acaba sendo tão gostoso de se acompanhar. Se fosse apenas razão, seria tal qual política, cinema, culinária, etc.
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

Devemos observar que não é só o Botafogo que está lamentando pontos perdidos, os demais times deram mole também e estão furiosos consigo mesmos, o Seedorf mais uma vez está fazendo a diferença, mantendo o grupo unido e de cabeça erguida, apesar dos problemas de salários atrasados. Durante o campeonato haverão algumas oscilações e temos que estar preparados, pois muitos times foram campeões mesmo tendo turbulências durante o campeonato. É importante manter o ritmo (alguém lembra que não perdemos há 01 mês?). Outra coisa as últimas rodadas do campeonato serão de definição e observando a tabela vejo o Botafogo e o Grêmio como grandes candidatos. Um abço e Sas.

Rodrigo Federman disse...

Sim, Anônimo. Mas dos times que brigam pela ponta, por enquanto o Botafogo é quem mais tem "sofrido" com esse azar! rs
Abs e SA!!!

Jacaré disse...

Acho que não vem ao caso, mas o Marcelo Matos afirmou que o último escanteio, que originou o terceiro gol do Inter, na verdade foi tiro de meta, tendo o juiz apitado errado. Procede essa afirmativa?
O que achei mais engraçado, além da babaquice do anão de jardim (o desqualificado técnico? dunga), de ficar reclamando de gandula repor bola rápida, coisa muito usual lá no beira ribeirão, foi nosso "amigo" wilians falar de "gracinha" em jogos. Quando fazia parte do esquadrão do roubo, do timeco na grobo, gostava tanto de gracinhas, né mesmo???!!!!

Daniel Victor disse...

Eu entendo que muitas vezes nos deixamos ser levado pela paixao, natural do amante do futebol. Mas a realidade esta diante de nossos olhos, nao o fato de ser o lider, e, sim, o fato de que apesar de estarem se esforcando para apresentar um otimo futebol a cada partida, e justamente por isso, eh indignante que erro apos erro perecem nao estar servindo de licao para que nao ocorram novemente, em que pese as entrevistas do OO dizendo que vem trabalhando pra que sejam sanados tais erros, prevalece o discurso de que foram coincidencias. Oras, a mim nao enganam. Tudo bem que nao devemos expor nossas fraquezas diante das filmadoras, olhares e ouvidos, de nossos adversarios. Mas eh claro e evidente que o time tem serias dificuldades para segurar ou, o ideal, matar os jogos ampliando a vantagem, como feito contra o framengo no carioca no apagar das luzes, fato que jamais havia visto a favor do Botafogo.
Indigno-me, de cabeca quente ou fria, pois racionalmente oq vejo eh uma equipe que tem totais condicoes de continuar na briga pelo tao sonhado e esperado titulo brasileiro, mas vacilamos comentendo bobagens infantis capazes de futuramente nos tirar da briga. Vacilos esses que, em tempos em que nao se treina em campo, entre partidas de quartas/quintas e sabados/domingos, deveriam estar claros na cabeca dos jogadores as atitudes a serem tomadas nas mais diversas situacoes criticas ja ocorridas nas partidas anteriores. A impressao que da eh que nao temos um Analista de Desempenho (nao temos msm?), e, se de fato nao temos, fica a impressao de que os jogos passados nao sao analisados posteriormente, para que seja feito as devidas correcoes e fixacao das jogadas, coletiva e individualmente, por mais tempo que tenham sem os treinos em campo.
Em fim, temos um time com muitos jogadores tecnicamente limitados porem capazes de, coletivamente, brigar em campo de igual pra igual com qqr equipe do campeonato. Fato. Partindo deste pensamento torna-se impossivel, e ate msm covardia, exigir que alguns RMs facam milagre toda partida, cabendo a comissao tecnica instruir-lhes para que possam estar evoluindo e extraindo de si melhores desempenhos no ambito coletivo. Mas oq vejo eh um tecnico que, nos exatos momentos que o time precisa unir os esforcos, dentro de campo, e coletivamente consolidarem as vitorias, faz questao de tentar se aparecer, sobressair, brilhar mais que o coletivo, ofuscando a entrega de uma equipe que, em praticamente todos os casos em que nao foram somados os 3 pontos, merecia a vitoria.

Rodrigo Federman disse...

Jacaré, eu confesso que não lembro do lance que resultou no fatídico escanteio.

Clap clap clap, Daniel. Perfeito. Concordo em 100% do seu comentário, cara.

Abs e SA!!!

Moisés Domingues disse...

Tudo bem, mas eu quero ser campeão e não fazer só um bom campeonato

Moisés Domingues disse...

Como eu disse no outro post, os times estão demorando um pouco pra se encontrar no campeonato e isso é questão de tempo porque a tendência é que o segundo turno seja mais difícil que o primeiro, então o botafogo também precisa corrigir os erros porque mais na frente esses erros serão fatais se continuarem acontecendo e aí babau título. Agora sim comentei com a cabeça mais fria rsrs. Seedorf Monstro

Rodrigo Federman disse...

É verdade, Moisés. A tendência é o 2º turno ser ainda mais competitivo.
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

INTER CHEGOU 3 VEZES,3 GOLS SOFRIDOS, É RUIM O JEFERSON TER TOMADO 3 GOLS

Rodrigo Federman disse...

Anônimo, a probabilidade seria menor, mas não existe "se" no futebol, né?
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

Só que não termina hoje!!! Não gosto desse clichê. Termina somente na 38a rodada e mesmo admitindo que o Inter é isso e aquilo outro, não dá para aceitar a perda de dois pontos do modo como aconteceu. Também não gosto desse papo que a arbitragem deu 4 minutos ou que fez isso ou aquilo para prejudicar o Botafogo. Se tivesse dado 3 minutos, é provável que tomássemos o empate aos 38. Seis pontos jogados fora, ou seja, equivalentes a duas derrotas. Estou torcendo, claro, mas quem quer ser campeão não pode entregar pontos da maneira como vem acontecendo. Simples assim.

Rodrigo Federman disse...

Anônimo, concordo plenamente em um ponto: Não dá pra aceitar tranquilamente esses pontos perdidos e nem ficar colocando culpa em arbitragens.
Abs e SA!!!

Paulo Fernando disse...

Lideres isolados e tendo jogado com Corinthians, Inter e Atl. Mineiro. Para mim o resto é bica!!!
Lodeiro e Gilberto voltando o time se acerta com uma sequencia de vitórias. Só temos que tomar cuidado com a Lusa lá...

Rodrigo Federman disse...

Paulo, prefiro sempre ficar com a pontinha de pessimismo. rs
Abs e SA!!!

daniel disse...

Rodrigo, falta uma certa malandragem ao Botafogo. Já observou que nas faltas contra nossa meta a barreira sempre está longe. As vezes o árbitro coloca muito além da distância correta. E os jogadores aceitam passivamente, não se adiantam. E não é questão de trapacear, já que TODOS os times fazem isso . Aliás seria uma ingenuidade, e futebol não é para ingênuos. Essa dos acréscimos, tudo bem, perdemos por falhas nossas, mas tava na hora do MA dar uma "Euricada", reclamar publicamente. TODOS os times que estão vencendo por um gol de diferença fazem cera, e só nossos jogos vão aos 50 minutos. E ontem o Botafogo só tomou a frente do placar aos 30 do segundo tempo. Eles foram pro intervalo ganhando, foram eles quem fizeram cera a maior parte da segunda etapa. E mais: nenhum jogador substituído saiu no carro-maca, o Elias saiu até pela linha de fundo (à convite do árbitro).
Enfim, reafirmo que perdemos por falhas nossas, mas repito também: TODOS os times que estão vencendo por um gol de diferença fazem cera e nenhum desses jogos vai a 50, só os nossos.


Abs!

Rodrigo Federman disse...

Com certeza, Daniel. Foi o que comentei após o jogo: Falta malandragem ao time. Concordo contigo.
Abs e SA!!!