sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Está faltando atenção



















Palavras do Marcelo Mattos após a boa vitória de ontem:

"- Fizemos 4 no Atlético-MG, não é brincadeira não. Podia ser 4 a 1, mas o gol deles foi normal. No jogo da volta, eles vão sair, temos jogadores rápidos e vamos fazer gol lá também. Vamos seguir porque tem outro jogo domingo, é desgastante, mas vamos pensar no Brasileiro agora".

De fato, marcar 4 gols no campeão da Libertadores (e depois de sair perdendo por 1 a 0) é a prova de que esse grupo botafoguense é capaz e luta sempre. 

Quanto a isso, estou de pleno acordo com o nosso camisa 5.

Do mesmo jeito que levar dois gols de um adversário forte também é absolutamente aceitável. Mas esse excesso de vacilos nos finais das partidas não podem ser considerados "normais".

É preciso que haja uma conversa interna em General Severiano para tentar entender o que acontece com o time quando o cronômetro marca mais de 42 minutos dos segundos tempos.

Gols sofridos nos acréscimos podem custar caro...
...principalmente em jogos de mata-mata com peso diferenciado para quem marca dentro e fora de casa.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

15 comentários:

Alex JF-MG disse...

Mas fizemos 4....
Todos estão falando , a o atle-mg fez 2 gols , e nós fizemos 4...se o BOTAFOGO fizer 1 lá o que não é dificil,fica melhor ainda ....

Rodrigo Federman disse...

Alex, e lá teremos a volta do negão! rs
Abs e SA!!!

VinnyMarques disse...

Bobeiras mesmo.
Aquela ida de primeira do JC no primeiro gol foi coisa de escolinha, cara... De cabaço... PelamordeDeus.
Mermão, bateu 40 minutos, bico pro alto chutão pra arquibancada...
Nem tocar a bola a gente tem conseguido depois desse tempo...
Inacreditável!!!

ari dias disse...

Dificilmente passaremos em branco lá no galinheiro do galinha. O time deles não vai poder assumir aquela postura de contra ataque do início do jogo de ontem. Temos totais condições de ganhar/empatar o jogo da volta.
SALVE SEEDORF, ÍDOLO.

Rodrigo Federman disse...

É, Vinny. Bobeiras que não podem mais acontecer.

Também acho, Ari.

Abs e SA!!!

Anônimo disse...

Prá cima deles Fogão!
Caro Rodrigo,
Parabéns para todos nós! É muito bom assistir, hoje em dia, o Botafogo jogar! O time não é invencível, longe disso, porém para ganhar da gente tem que jogar mais bola, muito mais bola, que o Glorioso! Estou feliz! Sei das dificuldades financeiras que o nosso clube passa, porém, agora, sinto um comprometimento maior do presidente (sou no blog um dos mais críticos mais contundentes em relação a sua postura muitas das vezes omissa), estou vendo-o aparecer mais na mídia dando explicações e esclarecimentos, isso sim é função de um presidente... Estou, neste momento, me redimindo, que siga assim!
Esse blá-blá-blá dos adversários e, muitos inimigos nosso, não esta interferindo no rendimento do time! A resposta para eles são vitórias e mais vitórias. Maravilha! Ah, as minhas insônias há muito se findaram Rodrigo, graças a esses jogadores briosos, corajosos, técnicos, bom de bola e, principalmente, dignos de vestirem o mando alvinegro!
Viva o Glorioso!
Francelino Bouéres

Rodrigo Federman disse...

Francelino, hoje a insônia é por motivos muito mais prazerosos, com certeza! rs
Abs e SA!!!

disse...

Concordo com o Vinny.
O primeiro gol foi de uma irresponsabilidade sem tamanho do Julio Cesar. Ir daquela maneira na bola é no mínimo temerário.
Tem que ser chamado a atenção.
E tomar gols no final do jogo também está deixando todos preocupados.
Realmente, tem que ter uma conversa interna sobre esses erros.

Saudações Botafoguenses

Sergio Di Sabbato disse...

Não vi o jogo, mas gostei do resultado. Do jeito que esse time está com sede de vitória, não perde para o Atlético. Afinal, não somos a baba tipo Tijuana, New Old Boys ou Olympuia, que não chegariam nem numa final do carioca. Podemos não nos classificar, coisa que não acredito, mas que esse time está honrando a camisa não há dúvidas, e mesmo sem o Seedorf. Mas o mais impressionante é o desespero da medíocre imprensa esportiva, não aguentam ver o Botafogo crescer. Haja inveja. Sobre o jogo de volta, se o Galo vier prá cima vai tomar um sacode para desespero da framerdapress. Rodrigo, imagina se o Botafogo ganha a copa do brasil e o brasileiro, vai ter muito pseudo jornalista se jogando da ponte rio-niterói, o que vai ser uma boa. Abs e SB!

Rodrigo Federman disse...

Gê, estamos vacilando demais nos finais das partidas. Não é normal.

Sergio, e se ganharmos essas duas competições eu acho que também me jogo da ponte. Mas de felicidade! Hehehhe

Abs e SA!!!

Leone Gomes disse...

Rodrigo a repercussão da derrota do galo aqui em Uberlândia parece que não foi muito boa, o principal jornal da cidade que sempre fala do Atlético desta vez não publicou NADA sobre a derrota deles, colocaram apena o placar, mas sem nenhuma notícia do jogo!
Estamos conseguindo o impossível com este time, desestabilizamos até o campeão da América....rsrsrsrs

Abs e SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Hahaha. Isso aí, Leone. Hoje o Botafogo dá as cartas no futebol tupiniquim! rs
Abs e SA!!!

Moisés Domingues disse...

Rodrigo nos dois gols a defesa falhou. No primeiro eu procurei o Dória e o Bolívar e eu não vi. O Júlio César falhou nos dois dols. Os dois gols foram do lado esquerdo e o Júlio César não estava fazendo a marcação em nenhum deles. Tudo bem que o Ronaldinho joga muito e encontra espaços onde ninguém vê, mas acho que se tivesse mais um jogador além do Gabriel no lance do segundo gol, seria mais difícil. E o Jéfferson falhou no segundo gol, saiu muito mal, são esses tipos de falhas que fazem com que o time tome gol no final do jogo. SAN

MEDUNA disse...

Quando 2 grandes jogam tudo pode acontecer, mas uma coisa é certa, esse jogo reforçou a confiança do Botafogo e abalou a confiança do galo.
Quanto ao 1º gol do deles o JC teve sua parcela de culpa, calculou mal o bote, mas a maior falha foi do Gilberto, ele ficou assistindo o desenrolar da jogada entre MM e o dentuço e não se ligou em acompanhar a descida do jogador do galo que passou por ele em velocidade. Quando tentou acompanhar já era tarde, o cara recebeu sozinho e marcou.
Tem que ficar ligado o tempo todo. Não pode relaxar.
Parabéns a esse grupo com cara de campeão.

Rodrigo Federman disse...

Moisés, realmente os laterais não estiveram em uma boa noite ontem. Sobretudo na marcação.

Meduna, eu também acho que o vacilo maior no 1º gol foi do Gilberto, que dormiu no ponto.

Abs e SA!!!