segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Liberdade para arriscar

















Duas assistências que resultaram em gols, vários dribles e conclusões...

Em minha opinião, o Vitinho foi o melhor em campo no clássico contra o Vasco. E hoje, ao ler as notícias, confesso que fiquei mais tranquilo quando vi a declaração do técnico Oswaldo Oliveira sobre o atacante:

"- Precisamos da sintonia fina. Não posso coibir a espontaneidade e a fome de gol do Vitinho. Ele é um jogador que dribla e finaliza como poucos no futebol brasileiro. Não vou tolhir, não vou podar, vou dar sempre a possibilidade de, se sentir confiança, tem que tentar o gol. Temos trabalhado com ele que ele não pode ser repetitivo, porque senão o adversário identifica o que ele vai fazer. Nessa bola que o Lodeiro teve a chance, ele deveria ter passado, aí é que eu falo da sintonia fina. Estamos trabalhando para que ele amadureça".

É o que sempre disse por aqui: Jogadores com as características - e qualidade - do Vitinho precisam ser incentivados, jamais podados. 

Instruir é uma coisa, proibir é outra.

Espero que o Vitinho não mude e continue sendo agudo e sem medo algum de arriscar (dribles e chutes).

Será melhor para o time.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

11 comentários:

Sergio Di Sabbato disse...

Vou repetir o que já escrevi várias vezes: o Vitinho lembra muito o Jairzinho, até nas críticas ao seu individualismo. Cansei de ouvir o mesmo tipo de crítica ao Jairzinho no começo da carreira, inclusive do meu pai, que dizia que ele era fominha e que tinha que dar uma bola para ele e outra para o time. Se o Vitinho vai evoluir como o Jairzinho eu não sei, mas gosto de jogador que parte prá cima, que tenta a jogada individual. Esse tipo de jogador não pode nem deve ser tolhido. Porém, acredito que com o tempo o Vitinho amadureça e aí ele saberá dosar o individual com o coletivo. Assim esperamos que aconteça. Abs e SB!

Rodrigo Federman disse...

Isso aí, Sergio. E gosto também que ele tem personalidade e não deixar de arriscar nunca.
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

- Estamos falando de um time que convive com atrasos de salários, que perdeu o seu estádio, que não tem o mesmo orçamento de outros grandes clubes brasileiros, que não é tão badalado, que não tem um elenco tão numeroso. Mesmo assim, joga o melhor futebol do Brasileiro até aqui. Essa é a grande história do Campeonato Brasileiro – afirmou.

Rafael Elias disse...

Quarta-feira vamos precisar ainda mais da ousadia do Vitinho e da correria da molecada pra vencer o Galo em BH. O ritmo do campeonato está alucinante e torço para que o Seedorf aguente firme. Se o Botafogo estivesse com as coisas em ordem, poderia tentar a contratação do Dátolo. Acho que seria peça ideal de reposição a qualquer posição no meio de campo.

Daniel Victor disse...

Gostaria de falar alguma coisa sobre o Vitinho, mas vcs ja falaram quase tudo a respeito, inclusive o Oswaldo nas quase sempre boas atuacoes em coletivas (nisso ele eh muito bom).
Meu pai tb diz exatamente o mesmo com relacao as semelhancas entre Vitinho e Jairzinho.
Tenho notado um leve amadurecimento no garoto, e tenho impressao que falta muito pouco, caso mantenha o foco (como pede o Seedao), para ele comecar a acertar as jogadas de gols que por detalhes nao concluem em exito.

Que venha o galo e toda a ma fe da groubo!

Ab!SA!

Rodrigo Federman disse...

Anônimo, ok.

Rafael, o problema atual são os salários.

Abs e SA!!!

Rodrigo Federman disse...

É, Daniel...também já vi muita gente que viu Jairzinho jogar, dizendo que o Vitinho lembra muito.
Abs e SA!!!

Ricardo disse...

O Oswaldo vem fazendo um grande trabalho em um clube com limitações
financeiras e que não permite ao treinador solicitar contratações caras e mesmo assim conseguiu unir o grupo,ninguem nos últimos anos deu tantas chances ao garotos da base e mesmo com salários atrasados
os jogadores estão fechados com ele colocou medalhões no banco como
o Renato e o Antônio Carlos.

Sds Alvinegras
Ricardo

Rodrigo Federman disse...

Ricardo, uma coisa eu reconheço e parabenizo o OO: Ele tem a simpatia dos jogadores (todos). Agora, em relação aos veteranos barrados e jovens lançados, não podemos esquecer que alguns deles (Dória e Gabriel, por exemplo) só apareceram porque os titulares se machucaram. É fato.
Abs e SA!!!

Ricardo disse...

Rodrigo pode ate ser que eles entraram no time devido a contusão dos medalhões,mais ele teve coragem de manter os garotos no time sem perder o comando do grupo isso e um fato também.

Sds Alvinegras
Ricardo

Rodrigo Federman disse...

Ok, Ricardo...mas se ele tirasse os garotos seria caso para demissão imediata. E mesmo assim relutou um pouco. Não nos esqueçamos que Dória e Gabriel terminaram 2012 como titulares, mas começaram 2013 entre os reservas também, né?
Abs e SA!!!