segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Nenhuma diferença

















Análise do técnico Eduardo Húngaro sobre a derrota para a Cabofriense:

"- Acho que fizemos um primeiro tempo ruim, levamos um gol numa situação anunciada nos primeiros minutos, a jogada deles encaixou pelo lado esquerdo. No segundo tempo, voltamos melhores com as substituições, foi uma melhorada sensível. Conseguimos o gol de empate, mas, num momento inoportuno, levamos o segundo gol, o que criou uma série de dificuldades para as nossas ações. Foi a pior partida dessa equipe".

Eu sinceramente não vi muita diferença do jogo de ontem para os três anteriores (inclusive o realizado pelos titulares, apesar desse ter sido o "menor pior").

Continuei com a impressão de que não temos velocidade, criação e ataque. 


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

22 comentários:

VinnyMarques disse...

Pelo que vimos nesses jogos, só temos 1 reserva: Daniel.
O resto é "catadão", como bem disse o companheiro de sofrimento.
É torcer muito pro Ferreyra arrebentar, Lodeiro não sair e JW não se lesionar...
Haja reza...

Lorismario disse...

Escreva aí Rodrigo. Até o início da Copa mudaremos de técnico. Loris

Anônimo disse...

RODRIGO,já que meu velho não está lendo,porra, caralho, eu tenho que dar razão a ele.
Nas internas, pois ele dificilmente critica jogadores ou dirigentes nos blogs que participa,ele comentou o seguinte sobre a contratação do Renato:" Não sei como o canhota entregou a camisa a esse balão japonês.Vai fazer uma gracinha vez ou outra e só.Caso habilidade com a bola nos pés fosse tão importante, os malabaristas de circo seriam craques".E a gente, do alto de nossa sabedoria futebolística,dizíamos:o velhão, vai quebrar a cara, o cara é um cracasso de bola..Puta que o pariu...
Nunca se entusiasmou com Cidinho, Renam,Hyuri,etc.
Assistimos a uma partida dos juniores e ele disse que o Vitinho tinha futuro.E eu, sabichão, afirmei, peladeiro. E o pior é que ele defendia o RM contra todos nós dizendo que ele era muito útil ao time, não era egoísta, não dava de canela e se colocava bem em campo.Realmente, embora você discorde, foi muito útil ao time e ainda rendeu uma grana.passei a concordar com ele.
Eu e meus irmãos já somos quarentões e você sabe que os mais jovens sempre acham que sabem mais que os coroas.
Teimamos muito com ele que não esquenta,apenas diz entre um gole e outro:" as meninas estão nervosas ? Então vamos aos fatos concretos e as tais provas materiais,ou seja, o que de fato aconteceu ahahahaha.
PQP, e o pior é que quase sempre ele está certo, seja na vida em geral, no esporte, etc.
Estou começando a acreditar que essa tal experiência de vida, vivida, talvez funcione mesmo.Hoje, foi só uma historinha familiar para descontrair o the day after. JOTINHA.

Rodrigo Federman disse...

Vinny, e que a aposta no Wallyson também seja certeira.

Loris, também acho que ele não durará muito tempo.

Jotinha, o primeiro ano do Renato foi muito bom. Mereceu os elogios e pompas! Depois, uma lástima. No mais, assim como o Jota, sempre disse que o Vitinho seria um grande jogador. E como sabe, discordo apenas em relação ao caneleiro RM.

Abs e SA!!!

Gabriel Marques disse...

Realmente a equipe considerada reserva não mostrou muita diferença em relação aos 3 jogos que fez, a diferença foi que erros individuais acabaram decidindo para a derrota da equipe na partida de ontem, e em relação a equipe titular, não jogou um grande futebol, jogou apenas o suficiente para ganhar a partida, de certa forma ficou devendo, pois com esse esquema, sem atletas de velocidade, vamos depender das chegadas dos volantes a frente para ajudar no ataque, já disse, sinceramente espero que o Eduardo Húngaro troque esse esquema, mas levando em consideração os atletas que ele possui, acho pouco provável que isso aconteça, o time possui poucos meias com condição de jogar como titulares, temos o Jorge Wagner e o Lodeiro, o Daniel é bom jogador, mas se for jogada a responsabilidade para ele é arriscado queimar o atleta, e o Octavio, Gegê e Cidinho sinceramente nessas primeiras partidas do ano não me empolgaram nem um pouco.
Falando nos jovens meias, teve um que parece que desapareceu, que foi o Jeferson Paulista, muito estranho que esse rapaz não tenha recebido oportunidades nem de ficar no banco do time B em 2014. Esse rapaz surgiu como grande esperança em 2012, mas recebeu desde que subiu pouquíssimas oportunidades. Na base, ele regia o meio campo alvinegro, chamava a responsabilidade para ele, na grande maioria dos jogos era o principal destaque. O engraçado é que o Gegê era reserva dele na base e agora recebe bem mais chances que ele. Prefiro não acreditar que esse rapaz seja o tipo do jogador que joga apenas na base, prefiro acreditar que alguém em General Severiano não quer que esse rapaz entre em campo, por que não é possível que desde 2012 tenha tido tão poucas oportunidades, acho que não jogou nem 5 partidas, nenhuma jogou como titular.

Rodrigo Federman disse...

Gabriel, que a partir de quarta-feira o desempenho e atitude do time (seja o A ou o B) mude, né?
Abs e SA!!!

Paulo Fernando disse...

Me permito não perder tempo para análises de time reserva. Reserva é reserva, se fosse tão bom seria titular. O Daniel é o único com vaga no time de cima. Eu disse ÚNICO. Os demais variam entre médios ou péssimos reservas. Juntando todos não deu 1 Cabofriense. Simples como isso.

Rodrigo Federman disse...

Paulo, o problema é que, sendo titular ou reserva, estamos falando do Botafogo (e suas opções para a temporada). E isso merece uma análise (crítica, por enquanto).
Abs e SA!!!

VinnyMarques disse...

Quando se trata de elenco, as alterações não podem ser tão discrepantes. Esse é o problema.
Pode pegar qualquer time vencedor por aí.
Sai o 6 e entra o meia dúzia.
Esse time aí, com Felyppe Gabriel, Andrezinho, Seedorf, Jadson, Vitinho e RM, brigaríamos pelo título sulamericano.
Por mais que eu não goste do Andrezin e do RM...

Paulo Fernando disse...

Sim Rodrigo, para compor elenco e o resultado é que aproveitamos 2 ou 3 no máximo (incluindo o Lucas) o que não é bom. Na lateral esquerda a coisa tá grave. Se o Lima era uma porcaria esse Anderson é tão ruim quanto o reserva número 1 . Não contavam com a contusão do Renan Lemos. O Lucas estando bem fisicamente é até titular. O Rodrigo Souto se jogando ao lado de um time melhor ainda sai algum caldo e o Daniel tem espaço. No mais nenhum outro (talvez o Gege se mais bem trabalhado).

Rodrigo Federman disse...

Vinny, fato!

Paulo, eu penso a mesma coisa. Só não tenho essa convicção em relação ao RS, que em minha opinião, é fraco demais também.

Abs e SA!!!

Sergio Di Sabbato disse...

Rodrigo, não me anima ver jogos do Botafogo esse ano, mais uma vez não assisti o jogo ontem. O pior é que nem o time principal me anima muito. Nosso técnico, cuja experiência é apenas time de base, o que é completamente diferente de treinar profissionais, logo o EH não tem bagagem para montar um time razoável, imagina com os reservas. E por favor, nada de comparar com o Zagallo, jogador profissional com experiência de jogar em grandes equipes além de vencer duas copas do mundo. Além disso, foi um dos jogadores com uma visão excepcional do jogo e, para melhorar ainda mais, contava na época em que assumiu os profissionais do Botafogo com um time espetacular, e como se não bastasse, tinha o Canhota, que era outro cuja visão do que estava acontecendo dentro de campo era incrível. Hoje não temos nada disso, mas como o planejUmento desses caras é amador e uma bosta, poder-se-ia esperar algo diferente do que está acontecendo? Abs e SB!

Rodrigo Federman disse...

Sergio, eu também acho que a diferença do time titular para o reserva foi bem pequena até agora. Isso que me preocupa bastante.
Abs e SA!!!

Jacaré disse...

Não vou me admirar nem mesmo me decepcionar se o Fogão for eliminado pelo "poderosíssimo" D.Quito.
Não é pessimismo, apenas a constatação de que não temos técnico nem elenco, muito menos atacante que dêem conta do recado.
Espero que pelo menos fiquemos na primeira divisão o ano que vem.
Esse grupo atual, com algumas exceções, time reserva e titular, é fraco, sendo a cara do presidentista omissão.
Como pode uma diretoria "planejar", após 17 anos, participar de uma libertadores com um elenco pior do que terminou o ano em que o clube consquistou o direito a jogá-la? Será que o campeonato brasileiro é mais difícil que a libertadores? Acho que não, né?
Não é pessimismo, como gostam de tratar por aí, mas não levo fé nenhuma neste grupo! Isso não significa que não vou torcer. Vou torcer, sim! Mas, com os dois pés atrás.

Rodrigo Federman disse...

Isso é o mais importante, Jacaré: Que as pessoas entendam que todos nós torcemos igual. Apenas pensamos/vemos de maneiras diferentes.
Abs e SA!!!

ricardo disse...

QUe o Botafogo vive uma grande dificuldade financeira nao e nemhuma novidade e sem grana
Nao se consegue grandes jogadores,mais no vai vem o clube economizou por baixo l milhao por mes e teve tambem a grana do Rafael e do Hyuri que poderia perfeitamente ser usada na aquisicao de pelo menos um meiz ofensivo e mais um atacante de ponta e quando esses jogadores irao chegar depois que formos desclassificado da Libertadores vamos colocar o pe no acelerador
Diretoria.

ricardo disse...

O menos culpado de nao termos um elenco decente nao e o Presidente porque 'ele manda no consultorio dele no Botafogo quem deveria mandar e a torcida , marcaram um rolezinho em GS para sabado deve ter aparecido uns cinco gatos pingado, onde esta o dinheiro do aumento dos patrocinios, cade a grana do Rafael e do Hyuri sem falar que existe uma sobra de caixa de mais de l milhao com a saida do Sedorf e outros
Ficar se lamentando nas redes sociais nao vai adiantar de nada vamos convocar um hiper protesto e colocar esses cara contra a parede.

Rodrigo Federman disse...

Ricardo, tudo em GS é muito estranho (minha opinião).
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

[...]Ser “fiscal de torcida” é chato e não gostaria que eu fosse visto como um. Apensas quero abrir a cabeça de vocês e mostrar que, apesar dos absurdos e crimes que a diretoria faz, apesar dos jogadores fracos, nós, os torcedores, podemos empurrar o Botafogo adiante nesse primeiro objetivo, que é avançar até a fase de grupos. Não fizemos isso quando o time estava lá embaixo perto da Série B? Quando estávamos perto do G4 no Brasileiro? Por que não agora?

Se você mora longe ou não tem dinheiro, eu entendo e esse texto não é para você. Mas você que tem condições e está desanimado, vá. Desanimado, pessimista ou seja o que for, estamos todos. Ainda assim, se iluda, tente empurrar. Antes de odiarmos o Maurício Assumpção ou determinado jogador, nós amamos o Botafogo. Já lotamos o Maracanã e o Engenhão em situações muito mais críticas.

Portanto, não “dependa” do jogo de ida. Claro que se perdermos de 6 x 0 ninguém vai ser louco de ir, mas uma adversidade pequena não pode ser motivo pra nos distanciarmos do Botafogo logo agora que voltamos à competição mais importante do continente após quase duas décadas.

Independentemente da diretoria, independentemente dos jogadores, apoie o time. Pelo menos no dia 5 de fevereiro. Protestos, críticas e desânimos podem continuar antes e após. Mas nesse dia, esteja no estádio. O Botafogo precisa de nós.[.]

Marcio disse...

Rodrigo, o Lorismario escreveu que o Húngaro sai até o início da Copa. Eu cheguei a escrever por aqui que um time com centroavante alto e forte, um bom cobrador de faltas e escanteios, somados a uma porção de volantes é a cara daquele técnico que usa prancheta. A postura do Húngaro com a mão no queixo é sintomática: ou não está gostando ou não sabe o que fazer ou as duas coisas juntas.
Daí, já deve ter gente com o telefone a postos.
Deus nos livre!
Quanto ao time, por mais que estejam voltando das férias, não é admissível apresentar tão pouca coisa em termos de jogo. São profissionais pagos e deveriam mostrar um mínimo de organização no terceiro jogo. O que vemos é uma apatia e covardia constrangedoras, vide o Renato.
Após o jogo o Bahia disse que o problema não foi entrosamento, por aí já vemos em que pé estão as coisas.
São reservas sim, porém do BOTAFOGO.
Não deveriam em hipótese alguma apresentar um futebol tão horrendo e continuar como se o caminho estivesse correto.
O discurso do trabalhar e levantar a cabeça já deu há muito tempo.
SA.

Victor Max disse...

Caros amigos, li todos os comentários do post do Rodrigo. Sinto dizer que compartilho esse sentimento de desconfiança. Ao ver a lista de jogadores do Botafogo para a primeira fase da libertadoras quase morri. Esse time que jogou domingo(26/01) um jogo treino contra o Olaria e levou três gols, vencendo num muito provavél épico 4x3. Mas não podemos fazer nada, nos resta aguardar quarta contra o D.Quito. Acredito que a diretoria esta aguardando uma possível ida pra fase de grupos para investir no elenco e apenas espero que não seja tarde demais. Abraços a todos .

Rodrigo Federman disse...

Anônimo, eu farei a minha parte. Irei ao RJ no jogo do dia 05.

Márcio, também acho. O discurso de levantar a cabeça já encheu o saco.

Victor, essa desconfiança é absolutamente aceitável mesmo.

Abs e SA!!!