sábado, 21 de março de 2015

Enquanto isso, no interior de SP...






















Como estou fora de casa, não conseguirei assistir a partida de amanhã.

Eu vim visitar o meu filho e, juntos, aguardamos os comentários e observações dos amigos, ok?


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

6 comentários:

Paulo Fernando disse...

Filhos e ainda Botafoguenses como nós, fazem nossa torcida mais alegre ainda. Fico pensando nos casos em que os pais tem filhos com times diferentes dos seus. Deve ser punk!!! Tenho 5 filhos e todos Botafoguenses graças a Deus! Parabéns pelo lindo filho Rodrigo e que Deus esteja ao seu lado em toda a sua vida.

Rodrigo Federman disse...

Valeu, Paulo. E olha, o trabalho de botafoguismo aqui é intenso, pois querendo ou não, o Dani está crescendo (e formando sua personalidade) em um estado onde sequer torcem por clubes cariocas. Tenho que ficar marcando duro sempre! Hahaha
Abs e SA!!!

ARI DIAS disse...

Meu saudoso pai era vascaíno, e democraticamente me aceitou ser botafoguense. Prometi a mim mesmo que faria o mesmo com meus filhos. Só consegui me segurar até o Caio completar 03 anos de idade, quando levei ele a uma loja do Botafogo e comprei o uniforme inteiro.
Ainda bem que meu pai não fez o mesmo comigo.
ACABOU O TEMPO DA PASSIVIDADE
PRA CIMA DELES FOGÃO!!

Rodrigo Federman disse...

Hahaha. Ari, eu farei o possível para ter sucesso junto ao Dani também. Rs
Abs e SA!!!

Paulo Fernando disse...

Nada como a compra de uma camisa. Foi meu avô que me deu e conquistou de vez meu coração alvinegro.

Rodrigo Federman disse...

Amém, Paulo.
Abs e SA!!!