quarta-feira, 10 de junho de 2015

Já deu o que tinha que dar

















Na vitória de ontem, ficou visível que a segurança na zaga melhorou no segundo tempo. E mais importante: A marcação e qualidade na saída de bola também evoluiu bastante nos últimos 30 minutos da etapa final.

Essas duas melhoras por conta de uma única mexida: A saída do Marcelo Mattos, que não tem mais fôlego e continua com um índice baixíssimo nos passes.

Com a entrada do Roger na zaga e a ida do Giaretta para o meio, parece que até o Arão se sentiu melhor.

E aí fica a questão que intriga: A saída do MM do time titular é pedida por mais de 90% da torcida. Todo mundo já percebeu que o Botafogo fica outro com as mudanças feitas no segundo tempo contra o Oeste. Então por que o Renê Simões continua insistindo no erro?

Burrice, birra ou implicância?


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

32 comentários:

Sergio Di Sabbato disse...

Com MM e Bill, o Botafogo joga com 2 a menos, então até que tá bom com o Fogão líder invicto da segundona. Parece que alguns jogadores (não só o RS mas outros técnicos nos últimos anos) mesmo jogando mal continuam titulares absolutos. Sinceramente eu não entendo. Tomara que o RS consiga enxergar o mal futebol do MM e do Bill. Outros jogam mal vez por outra, mas esses dois jogam mal sempre. Acorda Simões. Abs e SB!

Paulo Fernando disse...

O M.Mattos errava em todas as saídas de bola, parecia até intencional de tanta falta de empenho em acertar 1 passe sequer. Entregamos muitos contra ataques de graça e qualquer time mais qualificado faria o gol. Ficaríamos com a obrigação de virar fora de casa, simplesmente por conta dessas jogadas bisonhas que ele faz. Se o R.S. preza tanto os dados das estatísticas e os famosos 600 passes, nada justifica a manutenção dele no time.
O mesmo vale para o Bill que sequer consegue dominar a bola fazendo o pivô. Quando recebe a bola de costas para o gol não a repassa, simplesmente a perde. Justificar sua permanência no time por conta da correria que faz atrás da bola quando ela está com o adversário é ridículo (pois é a única coisa que faz no time). Troca ele por um maratonista!
Ou seja, 2 nulidades completas e nada ou nenhum argumento tático ou técnico justificam as suas permanências no time.

Alberto disse...

$$$

Lorismario disse...

Caro Rodrigo. posso estar enganado e já me enganei várias vezes mas este Elvis joga muito pouco para ser titular do Botafogo. Por que não deixar o Lulinha ( que parece estar eternamente fora de forma) jogar umas duas ou tres partidas seguidas no lugar dele? Poderia tbém colocar o Fernandez, embora este tenha que se adaptar. Acho que este Elvis acrescenta muito pouco. Velho Loris

Fabão disse...

Acho que é um misto de teimosia, não querendo dar o braço a torcer, com paternalismo exagerado, pois botou na cabeça que determinados jogadores, mesmo jogando partidas improdutivas e bisonhas seguidamente, jamais devem sair do time titular (eu disse JAMAIS), sendo o caso do Bill ainda mais emblemático: o único que nunca é substituído; nem sequer participa do tal rodízio pregado pelo Renê Simões (coitado dos atacantes reservas).
Ou seja, esses dois (Bill e Marcelo Mattos) só saem se se machucarem (assim como aconteceu o 171 do Carleto). Infelizmente essa parece ser a verdade. Esse Renê não enxerga o óbvio. Acha que esses dois vão sempre despontar nas próximas partidas, quando a maioria esmagadora da torcida sabe que não irão melhorar. Tá mais que provada o declínio para o futebol em ambos os casos. Ele vai insistir com o Bill... até o Botafogo tomar mais porradas (inclusive na copa do brasil). Não adianta.

Rodrigo Federman disse...

Sergio, acho que ele continuará insistindo com esses dois.

Pois é, Paulo. Eu gostaria que o RS explicasse como mantém esses dois baseados nos números que ele tanto gosta de citar.

Alberto, foda né?

Loris, acho o Lulinha tão fraco ou até pior do que o Elvis.

Disse tudo, Fabão.

Abs e SA!!!

VinnyMarques disse...

Mattos não rouba uma bola, e quando o faz, erra o passe...
O Bill, se não o colocarem embaixo do gol e sem goleiro, não faz nada.
Nem consegue dominar a porra da bola. Não dá continuidade a uma merda de jogada... O que já é difícil de sair...
Enfim.
Ninguém aguenta mais!!

Rodrigo Federman disse...

Vinny, pelo visto, só o RS aguenta.
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

Marcelo Matos é líder do grupo de jogadores e treinador nenhum gosta de perder o comando barrando esses líderes.
Realmente a bola do Marcelo Matos está mucha, ele ainda não compreendeu jogar segunda divisão, são jogos corridos,pegados e de pouca técnica e que tem que conseguir a vitória.


Ubirajara

Anônimo disse...

Acho o Lulinha bem melhor do que o Elvis.

Marcio disse...

O Mattos, na ausência do Jéfferson, ostenta a braçadeira de capitão. Assim, fica claro que é homem de confiança do técnico.
O Bill foi justificado pelo técnico, quando este citou o Washington, Coração Valente, como exemplo de fase ruim. Esqueceu-se que o Coração Valente entre os maiores artilheiros do brasileiro desde 1971.
Para justificar suas escolhas, aquelas que pessoa alguma entende, utilizam das mais variadas teses; scout, confiança, experiência e etc.
SA!!!

Rafael Elias disse...

Como eu sonhei com este post... Obrigado, Rodrigo! A sorte é que o meu pai é um figurão, sujeito engraçado, pois ele fica mais puto do que eu e chega a ser cômico durante o jogo, quando o Marcelo Mattos pega na bola. É a única coisa de bom, que eu dou boas risadas. Pra mim, o pior dele não é com a bola mas sem ela. A movimentação fica muito prejudicada pois ele se esconde e não dá combate, é o famoso arame liso. Com a bola, bem, sabemos a força que faz pra dar um passe. Mas deve ser um cara muito gente boa e influente, porque entra ano e sai ano e ele continua lá. Pra nós, cada vez mais claro que o Giaretta e o Airton são muito mais úteis. Vc falou que o Arao se sentiu melhor... Ontem ele errou passes, verdade, mas esteve em todos os lugares do campo, marcando e tentando armar e, isso chega a ser injusto quando se tem um cara ao lado dele, que nao aguenta correr.

Rodrigo Federman disse...

Perfeito,Márcio. O RS pode se queimar com essas insistências.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

E o Gérson Canhotinha disse em relação ao Arão no programa SBT esporte Rio (Gérson, Garotinho José Carlos Araújo e Gilson Ricardo).
Jogador inteligente, que sabe jogar, mais que ontem em determinado momento do jogo contra o Oeste, recebia a bola, fazia um passe, se movimentava, recebia de novo, fazia outro passe...
Concluiu dizendo que o Arão pode muito mais do que isso, ir para o bolo, entrar na área e mandar no jogo.
Não sei se é para tanto, mas para quem jogou no setor e bem, como o próprio diz, não se pode deixar de levar em consideração tal opinião.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Rafael, mas até que antes das decisões do estadual ele não estava tão mal. Por isso esperei o momento que julguei mais apropriado para as críticas específicas ao MM.
Abs e SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Márcio, respeito muito o Gerson, mas aí já acho exagero demais.
Abs e SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Ubirajara, aí para não perder um suposto comando, o RS vai manter o MM? Então ele (RS) deve ser responsabilizado.

Eu não acho, Anônimo.

Abs e SA!!!

alex disse...

Ultimamente está servindo para compor elenco....

Rodrigo Federman disse...

Apenas isso, Alex.
Abs e SA!!!

jeremias disse...

Renan Gilberto RF Emerson Luís Ricardo (e aos poucos o Jean )giaretta arão DC Elvis (revezariam com Lulinha que não esta ruim não )Sassá e pimpão

Rodrigo Federman disse...

Jeremias, eu acho que o Lulinha é bem fraquinho.
Abs e SA!!!

Eduardo Samico disse...

Ontem o MMattos deu um passe sensacional, no pé do jogador. Pena que o jogador era do Oeste.

E não vamos nos esquecer do desempenho do MM nos 2 jogos contra o Vasco. Falhou nos dois jogos em lances que redundaram em gols.

Muito caro para compor elenco.

O clube bem que poderia se empenhar para que ele saísse e fosse tentar a sorte em outro lugar. Já deu.

Abs.

Rodrigo Federman disse...

Eduardo, o problema é encontrar alguém disposto a pagar tanto para um jogador em clara decadência (física e técnica).
Abs e SA!!!

Marcio disse...

E tem um ídolo de um certo time carioca desejando ser presidente da fifa.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Márcio, o ídolo máximo da potente Udinese e do possante Kashima. rs
Abs e SA!!!

Robson disse...

Não é por burrice , insistência ou qualquer outro adjetivo que o René mantém o Mattos
no time o seu contrato vai até meados de 2016 é com esse dinheiro que ele vai fazer a sua aposentadoria e a sua titularidade é para ver se aparece algum clube interessado
e o Botafogo se livre desta herança deixada pelo Maurício Ladrão e a única maneira de
tentar se livrar dele é botando para jogar , a torcida deveria é se preocupar em ajudar o clube sendo SÓCIO TORCEDOR e que por sinal a Ponte Preta passou a nossa frente e não se metendo no comando do time e etc que por sinal vai muito bem estamos em primeiro lugar com uma presença ridícula de público nos jogos.

Sds Alvinegras
Robson

Rodrigo Federman disse...

Robson, o MM não precisa mais de vitrine. Já é conhecido. Desculpe, mas não concordo com sua colocação. Para mim é burrice ou birra do RS sim.
Abs e SA!!!

lucas/Cachoeiro disse...

Muito bom Robson, disse tudo, o Mattos é uma herança ingrata e não temos outro jeito que senão administrar na melhor forma.

Rodrigo Federman disse...

Lucas, administra-se com ele fora do time titular. Simples como voar.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Rodrigo, tem jornalista que apoia a candidatura pelo simples fato do cara ter feito carreira no futebol, por ser honesto e etc. E desde quando somente a carreira no futebol e a honestidade credencia alguém a ser administrador de qualquer organização?
Nem com técnico, já que foi jogador, sua carreira decolou; é só conferir onde trabalhou.
SA!!!

Marcio disse...

Torcida...
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Sempre a torcida, Márcio... rs
Sobre o Zico, concordo contigo.
Abs e SA!!!