quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Não pode continuar assim


















Se der mole, o Botafogo pode até sair do G4 no sábado, quando enfrentará o Santa Cruz, em Recife.

Sobre o momento do GLORIOSO e o risco de sair da zona de classificação, o apoiador Diego Jardel falou:

"- Não tem nada perdido. Não estamos fazendo nada errado. O problema está na frente, pois nossa defesa vem tomando poucos gols. Mas vamos evoluir. Não vamos mudar nossa postura. Será um jogo de casa cheia, estreia do Grafite. Euforia muito grande da torcida do Santa Cruz. Expectativa de casa cheia e não existe motivação maior. Tenho certeza que o Botafogo vai realizar uma grande partida".

Se não estão fazendo nada errado, então a situação realmente está mais feia do que imaginamos. E se ele também diz que a postura da equipe não mudará...
...amigos, aí é deixar nas mãos dos Deuses do Futebol mesmo!

Alguém precisa dar um "choque" nesses caras.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

50 comentários:

Antonio de Padua disse...

Um discurso bem dentro das limitações técnicas e ecléticas do possante Diego Jardel.
Para mim, um dos erros é a própria escalação do DJ...
Se não vão mudar a postura, que mudem o futebol apresentado até o momento.
Estamos tomando poucos gols, graças ao desmérito dos adversários, e não pela capacidade da nossa defesa e também graças ao Jefferson.
O DJ, calado, é um ótimo orador motivacional.
Abraços e saudações alvinegras.
Fui.

Rodrigo Federman disse...

Exato, Antonio! Até parece que nosso setor defensivo está sensacional, né? Se não tivéssemos o Jefferson...
Abs e SA!!!

James cancelier de moraes disse...

Rodrigo e demais Alvinegros, até faz sentido quando o DJ diz que nosso problema está na frente,mas ele esqueceu de comentar nosso problema maior: meio, armação, que é onde ele atua. Sem isso, nem ataque, nem defesa funcionam direito.

Rodrigo Federman disse...

Exatamente, James.
Abs e SA!!!

alex disse...

Estou comentando isso a tempo , alguem tem que falar alto com essa cambada , sinceramente estou muito preocupado se não mudar a postura do time ....ou vai ficar esperando para as ultimas rodadas ?

Rodrigo Federman disse...

Também acho, Alex. O esporro tem que comer solto enquanto ainda há tempo de acordar.
Abs e SA!!!

Levi disse...

O problema do Botafogo não é exatamente no gol ou na defesa ou no meio de campo ou no ataque. O problema do Botafogo é que o clube está abrindo mão da grandeza há algum tempo e isso tem se tornado uma constante. A continuar assim, não irá sobrar mais nada, a não ser o Botafogo das nossas memórias. Isso sim tem sido o nosso grande problema. Como eu disse outro dia, o pior de tudo é que está perdendo a graça, a própria motivação. Pelo meu lado, a indiferença já tem me assomado de uma forma inquietante e é por isso que tenho me poupado até mesmo de ver os jogos e de acompanhar as notícias. A úncia fonte de informação de que me tenho valido tem sido o CB. Sério!, tenho evitado as notícias do Botafogo menos para me aborrecer do que por falta de motivação, principalmente depois de ter me deparado, ontem, com um vídeo emocionante do Garrincha num canal da internet. Aquilo sim, era o Botafogo de verdade! Diego Jardel é o símbolo do Botafogo de hoje! Para terminar o River Plate acabou de ser campeão da Libertadores, pela terceira vez, com todos os méritos, depois de ter sido rebaixado na Argentina há poucos anos, fazendo valer o peso da sua camisa histórica, valor de que o Botafogo tem aberto mão, crime do qual não deixará de ser implacavelmente punido se não começar a reagir ONTEM!

Rodrigo Federman disse...

Levi, as coisas que você escreveu são tristes, mas infelizmente tem sido a tônica em General Severiano nos últimos tempos. Triste realidade.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Não é de hoje que os times do BOTAFOGO são conformados com resultados medianos; quase nunca há incômodo.
Não tenho mais paciência para discursos leandroguerreirianos e isso é extensivo às diretorias que por várias vezes jogaram com times reservas em Copas do Brasil por causa de Campeonatos Carioca, por exemplo.
Fazem uma força danada para dizimarem o BOTAFOGO, o que deixa os inimigos externos confortavelmente tranquilos.
Se espelhar no Ríver Plate, na forma que o Borússia trata seus torcedores; Para quê? Eles acham que fazem um grande favor ao BOTAFOGO.
SA!!!

Anônimo disse...

Q administração do nosso "grande" presidente cep, me faz sentir saudades do omissão

Rodrigo Federman disse...

Pois é, Márcio. Enquanto se contentarem com turnos de estaduais, a mediocridade continuará.
Abs e SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Anônimo, comparação infeliz. Ao omissão, só um balde de lavagem pode ser comparado.
Abs e SA!!!

Celso Ricardo disse...

Esse presidente tem se mostrado pequeno para o nosso Botafogo . Como os jogadores vão ser cobrados se o IMBECIL diz estar satisfeito ? Não é porque a administração anterior foi uma catástrofe que a atual pode qualquer coisa. A atual é fraca, joga pra platéia, não faz NADA a não ser apequenar o nosso outrora Glorioso com contratações pífias, vendendo os melhores e enchendo os bolsos . ELES fizeram parte da administração anterior . É TUDO FARINHA DO MESMO SACO !

Rodrigo Federman disse...

Celso, eu nunca disse que a atual administração pode tudo por conta da anterior ter sido catastrófica. Vejo sérios problemas na condução do futebol, mas acho exagero comparar. O que o bandido Omissão fez, não acredito que haverá outro capaz de fazer. Aliás, torço para que não haja.
Abs e SA!!!

Celso Ricardo disse...

"Botafogo recusou quatro propostas por Milton Raphael antes de afastá-lo do elenco" Coluna Extracampo

Talvez a "caixinha"não tenha sido suficiente.

Celso Ricardo disse...

Rodrigo, amigo, não me referi a você ou quis dizer que você acha isso . Generalizei apenas. Infelizmente, não tenho visto muita diferença da anterior. Em menos de 1 ano, pelo menos umas 5 contratações inexplicáveis e vendas absurdas. O Pimpão e Gilberto saíram porque as propostas foram melhores . Porra, se não conseguem segurar estes dois os dirigentes querem convencer que o Botafogo não está se apequenando ? Rodrigo, a desculpa de salário é pra fazer "caixa". Não tem imprensa fazendo a minha cabeça. EU estou vendo . A prioridade da garotada é pra vender e ganhar COMISSÃO.
Triste fim...

Rodrigo Federman disse...

Entendi, Celso. Ainda assim, acho que comparar a atual gestão com a passada é exagero. Entendo o que o CEP tem feito na parte administrativa e reconheço os problemas no futebol. De todo modo, até agora eu acho infinitamente melhor que o salafrário que ficou no clube de 2009 a 2014.
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

River é o grande Campeão da Libertadores 2015, de forma arrasadora, goleado o Tigres na final. Então revolvi olhar mais atentamente para o time argentino e tentar tirar algumas pequenas lições do futebol apresentado.

1. Trabalho a longo prazo e convicção
Técnico Gallardo está no comando desde de 2014. No inicio de 2015 o River perdeu de 5x0 pro Boca Jrs em um torneio na pré-temporada e o técnico foi mantido. A direção do River tinha convicção que era um trabalho que poderia trazer mais resultados. Qual o técnico aqui ficaria no cargo após tomar um 5x0 em um Botafogo-Flamengo??

2. Intensidade
O River joga 90 minutos com muita intensidade. Não existe bola perdida, não existe "tirar o pé" para evitar lesão. Resultado de uma boa preparação física e GARRA!!! O Botafogo hoje não tem preparação física e muito menos garra!

3. Marcação
River marca sempre em cima, não dá espaços para o adversário pensar muito a jogada e muitas vezes força o erro dos jogadores, criando oportunidades de contra-ataques. O Botafogo até tentou fazer algo deste tipo e deu bons resultados durante um tempo. Mas faltou perna para agüentar a correria. Preparação física?

4. Velocidade
Muitos acham que jogar com velocidade é somente ter jogadores rápidos, mas na verdade o toque na bola, o passe e estilo de jogo são o que definem se um time joga ou não com velocidade. O River troca passes rápidos, muitas vezes em um toque só para dificultar a marcação e os passes são muito firmes. Não se vê os argentinos dando passes fracos. Os jogadores podem estar a 3 metros um do outro, mas o passe sai com força, firme e muitas vezes a frente, como se fosse um mini lançamento.

5. Torcida não desistiu
Torcida corneteou quando o River se classificou como o pior da fase de grupos? Não. Eles queriam era se classificar. Nem quando o River perdeu pro Cruzeiro lá na argentina a torcida desistiu do time. Apoiaram sempre, não criaram terra arrasada ou mais uma vez pediram a cabeça do técnico. Talvez tenham ficados com o pé atrás, mas as manifestações publicas que eu encontrei eram que tinham condições de vencer, que confiavam no time e que torciam pelas vitórias. Pelo menos eu não vi na internet nenhum grupo de torcedores falando que "já era. Acabou 2015!".

6. Não priorizam campeonatos
River jogou Sul-Americana em 2014 como se fosse Copa do Mundo. Não abriram mão do "fraco" torneio da América para jogar outros. Com a vitória, embalaram e foram campeões da Recopa e agora da Libertadores. Aqui no Brasil a CBF praticamente proibiu os times de jogarem a Sul-Americana. E quando tivemos oportunidade de joga-la, abrimos mão para focar no Brasileirão. Sul-Americana é um torneio que até paga menos do que a Copa do Brasil, mas dá muito mais exposição aos clubes. E o mata-mata as vezes parece ser algo que se aprende a jogar e ganha experiência. O Internacional teve algo parecido: em 2008 foi campeão da Sul-Americana, em 2009 foi vice-campeão da Copa do Brasil e em 2010 foi Campeão da Libertadores.

Estes são apenas 6 pontos que eu achei importantes para se comentar e que o Botafogo pode aprender. Se destes 6 tópicos o Botafogo aplicar pelo menos 3, já melhoraríamos consideravelmente e teríamos um time pronto para disputar o título da Copa do Brasil e subir pra serie A sem sustos.

Rodrigo Federman disse...

Boa, Anônimo. Valeu!
Abs e SA!!!

Lilian disse...

O Botafogo de Renê tinha mais posse de bola e finalizava muito - em especial nos jogos dentro de casa. Era um time fraco - mas organizado. Apostava na força física de Bill e no poder de finalização de Pimpão. Sem Bill, e principalmente Gilberto e Pimpão - além de Elvis machucado - a força ofensiva se foi.

A diretoria, pouco experiente em futebol, pareceu ouvir os lamentos da torcida e ignorar uma verdade antiga: ninguém é reserva de jogador limitado por acaso. Lamento informar, caro torcedor do Botafogo, mas você era feliz com Bill e não sabia. O centroavante era alvo da torcida por conta das severas dificuldades com a bola. Mas corria por 90 minutos e era peça fundamental na estratégia de Renê e no sistema de marcação do time. Em todo jogo - especialmente em casa, Bill forçava o chutão dos zagueiros adversários ao dar piques na direção deles - o que fazia com que o time recuperasse a bola e ditasse o ritmo do jogo.

Ofensivamente Bill incomodava os zagueiros, prendia a bola na frente e criava oportunidades para os companheiros na base do encontrão ou da pressão. Perdia muitos gols, é verdade - mas fazia alguns também. O jovem Luiz Henrique é bem superior tecnicamente - mas ainda não tem força capaz de incomodar. Em geral é dominado fisicamente pelos zagueiros e não consegue fazer o pivô nem reter a bola quando acossado. Bill era especialmente útil para uma estratégia de Renê - a de dar blitz em casa no início dos jogos. Isso funcionou no Estadual e no início da Série B.

Marcelo Mattos também faz falta. Tecnicamente não vinha bem (falhou na final do Carioca) - mas está váááários degraus acima de seu substitutos: Diérson, que é jovem e até agora só mostrou disposição; e Giaretta, que joga melhor na zaga (como volante, contra o Bragantino, falhou num pênalti e no gol adversário).

Renê não era gênio e não tinha montado máquina alguma. Cometeu erros (a indicação de Tássio por exemplo) e insistiu com peças que não renderam. Ele caiu e Ricardo Gomes herdou um time a ser remontado. Os reforços que chegaram oscilam entre promessas não cumpridas que nunca foram titulares (Neílton e Lulinha) e veteranos uruguaios pouco famosos. O planejamento traçado em janeiro para 2015 foi por água abaixo. Agora, a aposta da diretoria é que Ricardo - quatro anos depois de seu último trabalho - vai conseguir forjar uma nova equipe no meio de uma competição dura e sem grandes valores à disposição. A impressão geral é que o Botafogo trocou um acesso tranquilo pelo drama - e fez isso sozinho.

O presidente Carlos Eduardo Pereira herdou um clube em frangalhos - endividado até a raiz dos cabelos. E luta diariamente para reduzir custos e pagar salários. A missão não é fácil. Nas entrevistas, CEP tenta transmitir tranquilidade e confiança. Mas estamos em agosto - e a margem de erro alvinegra ficou muito pequena. O impacto financeiro e moral de um eventual fracasso na Série B será brutal - e ainda mais cruel com o torcedor que já sofreu em 2014.

Teixeirense com orgulho disse...

O problema é quando a comissão técnica vai ver o belo jogador que é o Gegê!!

Rodrigo Federman disse...

Lilian, não posso concordar com um texto que diz que o botafoguense sente falta e era feliz com Bill e não sabia. Respeito, claro, mas discordo frontalmente.

Teixeirense, não entendi...

Abs e SA!!!

Anônimo disse...

Fora cep! Volta palestrante, com ele pelo menos, ganhavamos em casa

Celso Ricardo disse...

Rodrigo , uma verdade precisa ser vista . LH é superior porém imaturo. Não perde gols mas também quase não tem chance, não se coloca bem na área e não tem força física . Detalhe : o meio de campo era Bill era melhor? Não .

Rodrigo Federman disse...

Nem respondo, Anônimo...

Celso, prefiro um LH ainda imaturo do que um bonde experiente que também tinha dificuldades de posicionamento e só enganava alguns porque dava carrinhos laterais simulando raça. Enfim, minha opinião.

Abs e SA!!!

Celso Ricardo disse...

Mas não precisa ser o fraco Bill, Rodrigo .
O que precisamos é de um atacante que seja respeitado . Alguma referência no ataque.

Rodrigo Federman disse...

Celso, a essa altura da temporada (e com os poucos recursos disponíveis no momento), não existe esse atacante no mercado. Ainda prefiro investir no LH.
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

Rodrigo,o goleiro Milton Rafael, bem fraquinho por sinal, não foi emprestado porque o queriam totalmente de graça, com o Botafogo bancando salários etc.Imprensa MARRON é foda.Não se pode dar crédito a tudo que é publicado.Os agenciadores ficam putos por verem seus pupilo$$$$ afastados e saem atirando.Agora, torcedor alvinegro em momentos difíceis, baseado em mídia não confiável, achar que o CEP não emprestou porque a comissão que ele receberia era pequena é dose!!!!!!! Simples assim.Jotinha.

Rodrigo Federman disse...

Jotinha, principalmente dessa senhora chamada Marluci Martins. Tudo que vem dali precisa ser bastante investigado antes. Ela é do time do RMP.
Abs e SA!!!

Celso Ricardo disse...

CEP preferiu encostar o jogador a emprestar . Desvalorização de um produto, simples assim, não saiu do bolso dele.Dose é ter que aguentar ano após ano ver nossos adversários conquistando algo e o BOTAFOGO, NADA !

Celso Ricardo disse...

Milton Rafael é apenas um caso . Que o presidente explique contratações que nem no banco aparecem !

Celso Ricardo disse...

Este trecho na carta de Andre Felipe Neto diz tudo:
"Há 20 anos eu vejo o Botafogo sendo mal administrado, mal pensado e ficando pra trás no cenário nacional. Outros clubes que tinham o mesmo peso que o nosso saíram na frente. O Fluminense com seus 2 títulos brasileiros e 1 Copa do Brasil e o Atlético Mineiro com sua Libertadores. E o que o Botafogo conquistou? Carioca. Afundamos cada vez mais em função de péssimas gestões executadas por profissionais que parecem entender muito mais de sentar na arquibancada do que tomar decisões. Após termos de lidar com um dentista doente, muito me animei em ver um administrador assumindo o cargo... Mas pelo visto minha animação foi infundada."

Rodrigo Federman disse...

Celso, contratações boas e ruins todos fazem. Enfim, no futebol o CEP está perdido, mas ainda acho que na parte administrativa, ele está indo bem e, por enquanto, focando nela.
Abs e SA!!!

Celso Ricardo disse...

Sim, amigo , todos fazem...mas conquistam títulos...
Desculpe a revolta mas, tenho certeza que a grande maioria da torcida está farta de tanta mediocridade, de tanta humilhação.

Rodrigo Federman disse...

Beleza, Celso. Apenas acho que não devíamos esperar nada de 2015, pois é o ano que o CEP tinha/tem que evitar que o clube "fechasse" as portas devido a tantos roubos nos últimos seis anos. Sobrevivendo e voltando à elite, aí sim, cobraremos com mais ênfase.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Lendo todos os comentários dos amigos, cada vez mais aumenta a minha certeza de que se não fosse o EMIL PINHEIRO, nem estaríamos aqui discutindo o BOTAFOGO.
Todos que ouviram o "parabéns pra você" sabe e entende o que digo.
De lá até hoje, tivemos várias oportunidades de dar um salto qualitativo, mas sempre teve e tem uma âncora que nos puxa para o fundo.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Verdade, Márcio.
Abs e SA!!!

VinnyMarques disse...

Fomos avisados que esse ano seria de migalhas. E que a coisa deveria se arrastar por anos.
Concordo em relação a algumas contratações, pois sem grana, não poderíamos errar, mas discordo veemente das criticas ao CEP.
Errou ao dar a gestão do futebol a Mantuano, René e Lopes.
Complicado contratar sem grana... Tentaram alguns "destaques" da B de 2014, não vingaram... Apenas Pimpão e com muito esforço, Renan, vingaram.
Perdemos Jóbson, Gilberto e Pimpão.
Nossos meias são fracos e caímos de produção. Trocamos de técnico e temos que esperar o que vai acontecer. Não tem outro jeito!!
Menos caça as bruxas, galera... Menos.
O Botafogo tem vocação para o erro. Sempre soube disso. E os últimos 20 anos foram catastróficos.
Só estamos de pé graças a torcida.
Estamos magoados, putos, mas a paixão está lá, adormecida, tonta, anestesiada com tanta porrada... Sem intervalos!!

Celso Ricardo disse...

Márcio, comentário perfeito!!!

Rodrigo Federman disse...

Vinny, sigo essa linha de raciocínio e "achismo" também!

Valeu, Celso.

Abs e SA!!!

Celso Ricardo disse...

Comentário do Presidente do Botafogo sobre o Conselho Arbitral que decidiu o novo regulamento do Campeonato Carioca:
"- A gente vê com muita preocupação (a briga de Fla e Flu com a Ferj). Nunca podemos pensar em enfraquecer o Carioca. Repercute muito mal quando um clube do Rio de Janeiro pensa "virar" um clube de outro estado. Todos os dois, Flamengo e Fluminense, foram criados aqui. Não podemos deixar uma briga política sobrepor o seu compromisso com a cidade, com o estado do Rio de Janeiro. E também com a torcida. Colocar também uma equipe mais fraca no campeonato é um risco muito grande. É uma forma muito limitada de olhar e encarar o Campeonato Carioca. Temos que cuidá-lo e não perder a capacidade de diálogo. Não se pode perder a elegância de estar a mesa e discutir. Afinal, é o futebol profissional, não podemos ficar como crianças e não conversar. Nossa obrigação é institucional."

Concordo plenamente com ele, nesse ponto de vista.

Rodrigo Federman disse...

Eu também, Celso.
Abs e SA!!!

Sergio Di Sabbato disse...

Om time do Botafogo tá fazendo certo. Parei! Imagina se tivesse fazendo errado. Mais uma vez parabéns ao River Plate, mas torneio mata-mata esconde muita coisa, pois o River só se classificou por causa do Tigres, no saldo de gols. O futebol é provavelmente o único esporte em que acontece esse tipo de coisa: sorte. Sem ela, mesmo com um monte de craques, as vezes não se consegue nada. Abs e SB!

Rodrigo Federman disse...

É, Sergio! Pelo visto, para eles está tudo bem e é só questão de detalhes e pequenas correções.
Abs e SA!!!

Yolanda disse...

Rodrigo, esse Diego Jardel é um sem sangue, limitado e esquece que como meia, o ataque tb depende da produção dele pra fazer gols, os jogadores do Bota não chutam de meia nem de longa distancia. Só quero ver se o Botafogo vai dar vexame diante do santa cruz, sofrimento à vista, só espero que respeitem o clube e sua torcida.
A imprensa inteira torce contra o Botafogo, até mesmo alguns que se dizem alvinegros, nos meios de comunicação é visível ( e as viúvas do RS continuam...) me poupe!
Abs e SA!


Rodrigo Federman disse...

Yolanda, ele o Tomás ou DJ. Três sem sangue!
Abs e SA!!!

Wêklef paulo disse...

Blog maneiro, depois se puder deem uma visitada no meu blog sobre o nosso glorioso galera, vlwww , saudações alvinegras.


http://frbotafogo.blogspot.com.br/

Rodrigo Federman disse...

Valeu, Wêklef!
Abs e SA!!!

Teixeirense com orgulho disse...

Rodrigo sobre o Gegê foi só uma brincadeira pois não aguento ver esse medíocre jogador en campo.
SA

Rodrigo Federman disse...

Possa crer, Teixerense.
Abs e SA!!!