domingo, 6 de dezembro de 2015

A hora e vez do LH

















Neilton e Navarro ainda são dúvidas para 2016.

O uruguaio pediu um salário acima do limite da diretoria e não deve continuar no Botafogo. Já o Neilton, depende agora do aval do próximo treinador do Cruzeiro (além de uma negociação financeira entre os dois clubes).

Falou-se no nome do Alecsandro, mas foi descartado pelo presidente CEP, que renovou com o Ronaldo, apesar dos poucos jogos disputados pelo atleta na reta final da temporada.

Nesse mar de incertezas, a única garantia é se chama Luis Henrique.

E o jovem atacante falou sobre o que espera em 2016:

"- Acredito que tudo se resume da maneira que você começa. Se você começa bem o ano e faz uma pré-temporada boa, você da um prolongamento pro trabalho muito bom também. Vamos treinar no Espírito Santo, meu Estado natal. Espero fazer um bom trabalho para jogar o Carioca e a Série A também".

Chegou a hora de apostarmos no rapaz!


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

28 comentários:

ARI DIAS disse...

Gosto do LH, mas um aspecto nele que me incomoda. Tanto no Botafogo quanto na seleção, ele dá a impressão de falta de raça, de vontade ou sendo mais explícito, mais tesão na hora do jogo. Pode ser por causa da idade, mas espero que ele mostre mais garra nos jogos de 2016, faro de gol e estrela ele tem.
SALVE NILTON SANTOS, ÍDOLO.

Rodrigo Federman disse...

Ari, mas pode ser característica dele também, né? Entendi o que você quer dizer, mas de repente ele reage meio parecido com o Ganso, etc. Mais indiferente e tal. Pelo menos na impressão.
Abs e SA!!!

Lorismario disse...

Caro Rodrigo. Torço muito pelo LH mas, existe um mas... O time que ele vai fazer parte é fraco. Assim todos ficamos de olho nele. Lembro da ré-estreia do PC Lima em Brasília contra o América RJ. Tinha ao se lado Jair, Roberto, Gerson etc... Seria impossível não dar certo. Agora quem o LH terá a seu lado? Loris

Marcio disse...

O problema é que em 2015 poderiam ter jogado mais com ele e preferiram "poupá-lo". Particularmente não vejo diferença entre um jogador mais velho que atuou a carreira toda em times menores e um sem experiência da base, que conhece o valor da CAMISA; ambos podem sucumbir à responsabilidade.
Mesmo que neste ano o Luis Henrique não tivesse agregado alto valor ao Time, seria muito mais vantajoso ao BOTAFOGO do que a insistência no Lulinha, por exemplo.
Jogador jovem no banco só pode aprender com o titular se o mesmo tiver alguma coisa para mostrar; fora isso, melhor é ir jogando alguns minutos para mostrar o que é capaz de desenvolver. Sem jamais esquecer a Máxima do MESTRE DIDI.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

É verdade, Loris. Existe esse "risco". Só se o LH fosse um fora de série (o que não parece ser).

Márcio, concordo. Isso é algo que eu também não consigo entender.

Abs e SA!!!

Marcio disse...

"A interdição do estádio do Engenhão, que tanta polêmica causou, volta à discussão segunda-feira (07/12), em palestra de Gilberto Adib Couri na Sociedade dos Engenheiros e Arquitetos do Estado do Rio de Janeiro (Seaerj), na Glória. Engenheiro de estrutura, professor titular da UFF em mestrado e doutorado e professor e coordenador na FGV Management, Gilberto vai explicar a tese de que nada precisava ter sido feito no estádio do Engenho de Dentro. O trabalho, desenvolvido por uma equipe de mais de dez especialistas, venceu, em outubro, o “Prêmio Nacional de Perícia”, dado pelo 18º Congresso Brasileiro de Avaliações e Perícias..."

http://lulacerda.ig.com.br/interdicao-do-engenhao-engenheiro-prova-que-obra-foi-desnecessaria/

Uma vergonha!!!
SA!!!



Rodrigo Federman disse...

Bota vergonha nisso, Márcio.
Abs e SA!!!

Eziel Junior disse...

Vejo esse atleta um bom centroavante mais sendo sincero me parece que ainda falta um pouco mais de experiência. Acho que ainda não temos um atacante a altura de uma seria A. E outra se a diretoria ta correndo atrás de Alecssandro e Navarro, pra mim esta procurando errado. Nós como torcedores queremos um cara que resolva e sinceramente nenhum dos nomes citados pela diretoria e pela especulações ate agora são altura da seria A.

Marcio disse...

Rodrigo, por aqui não faltam fatos vergonhosos se acumulando.
SA!!!

Sergio Di Sabbato disse...

O pior nessa vergonha das obras do Engenhão, foi a conivência do nefasto maldito FDP da praia. E ainda tem gente que defende político desse ou daquele partido, se fulano fosse o presidente o país estaria melhor e outras baboseiras. Todos o políticos e partidos, TODOS, são uns vermes FDP inclassificáveis. Há pouca esperança para mudanças nesse país com essa corja nos 3 poderes.
Quanto ao LH, sempre escrevi e agora o Loris escreveu a mesma coisa: jogar ao lado de craques é uma coisa, jogar ao lado de jogadores fracos, só se for um extra série, o que não é o caso do LH. A minha esperança é que esse presidente é botafoguense e saberá o momento certo de investir os poucos recursos que o clube tem, pois caso contrário, segundona a vista em 2017. Abs e SB!

Rodrigo Federman disse...

Eziel, claro. Ele é muito jovem e a experiência só virá com o tempo.

Verdade, Márcio.

Sérgio, espero que a gente não "perca" um bom talento por causa disso.

Abs e SA!!!

Jeremias disse...

Ari TB acho ele as vezes parece toca o fodasse para o jogo se ele começar a a brigar pela bola como fosse a última garrafa d'agua num deserto seria um ponto a mais pq talento tem só falta um pouco de animo

Jeremias disse...

Talvez se ele começar a lutar mais no jogo seria bacana as vezes parece tocar o fodasse

Celso Ricardo disse...

O time é muito fraco . Ou a diretoria encontra solução com patrocínios à altura do clube , ou seremos novamente rebaixados .
Detalhe : NAO será com jogadores de Ceará, Santa Cruz, Chapecoense ou similares que montaremos um time digno.
Temo por 2016...

Marcio disse...

E que os contratados não sejam no padrão Bill de qualidade; aquele que era elogiado por ajudar na marcação e não por fazer gol.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Possa crer, Jeremias.
Abs e SA!!!

Jacaré disse...

Quem aínda tinha alguma esperança no tal de Henrique, do Coritiba, pode esquecer! Vi o jogo do vascaído e o cara é um bonde! Que fique por lá mesmo!

Rodrigo Federman disse...

Possa crer, Jeremias.

É, Celso. Concordo.

Márcio, e diziam que sentiríamos falta dele, hein?

Abs e SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Muito fraco, Jacaré. Viveu um bom momento, apenas.
Abs e SA!!!

Ricardo disse...

Vamos com calma o time será outro para 2016 , já saíram 14 jogadores e alguns da base que não estão tendo oportunidades serão emprestados fazendo com que sobre receita para
a chegada de reforços em 2016 teremos uma folha salarial em torno de 3 a 3,5 milhoês
que corresponde ao dobro de 2015 , já chegou um gringo e pode chegar mais quatro já que no Brasil qualquer pereba quer ganhar mais de 200 mil , temos todo o mês de Dezembro para montar o elenco , sei que não será fácil mais com calma chegaremos lá sem cometer loucuras e valorizando sempre que possível dando oportunidades aos garotos da base , vale lembrar que da seleção carioca sub-20 , 16 jogadores são nossos , a muito tempo não temos as categorias de base com tanto bons jogadores o carioca servirá de teste para fecharmos o elenco para o resto do ano.

Ricardo

Rodrigo Federman disse...

Ricardo, torcemos por isso, mas um mês é pouco tempo para montar um grupo inteiro.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Com o fim da temporada, está claro que em 2016 não poderemos elevar a importância do Carioca.
Os resultados obtidos pelos rivais locais nas disputas dos campeonatos das séries A, B, C e D, foram pífios.
Os resultados deles na série A, somados aos resultados obtidos quando os enfrentamos no Carioca, mostra o quanto temos de trabalhar bem.
Desconheço as variáveis individuais que os levaram a esses resultados, mas dentro dos números que temos, podemos afirmar que não teríamos uma trajetória tranquila se estivéssemos na Serie A 2015.
Sabemos, claro, que dependendo do campeão, a mídia adjetiva o campeonato carioca de forma diferente; mas a verdade é que mesmo o BOTAFOGO tendo a obrigação histórica em jogar para vencer, não pode deixar de observar criticamente a competição.
Para nós torcedores os motivos dos fracassos alheios não nos traz interesse; entretanto, os responsáveis em conduzir o BOTAFOGO ao caminho das conquistas não pode ignorar que o futebol carioca, de forma geral, não briga há tempos para ser hegemônico.
Espero que em 2016 o BOTAFOGO utilize esse campeonato como ensaio para o que realmente nos interessa; isso não significa que não devemos enfrentá-lo com seriedade e para vencê-lo, diferente do que fizeram em 2014.
Os exemplos estão aí, tanto para o que devemos fazer, quanto para o que não devemos.
SA!!!

Ricardo disse...

Rodrigo esse um mês a que me refiro é para montagem do time para o carioca já que não temos dinheiro para trazer grandes reforços e só após o término do torneio é que deveriam chegar os reforços , por enquanto vamos dar oportunidade aos garotos da base e não gastar agora o pouco dinheiro com contrataçoes que podem não dar certo.

Sds Alvinegras
Ricardo

Marcio disse...

E para complementar, dos que caíram esse ano na série A, três conseguiram o acesso em 2014. Vasco, Joinville e Avaí; só escapou a Ponte Preta.
Assim, ficarei satisfeito se passarmos as 38 rodadas sem proximidade com a zona de rebaixamento, aceito até mesmo esse cenário também em 2017, já que sabemos que a situação financeira do BOTAFOGO não é favorável e não se resolverá da noite para o dia.
SA!!!

Anônimo disse...

Estamos lascados se errarmos nas contrações sugeria a troca do wiliam arao pelo gabriel ou canteros do flamengo .

Rodrigo Federman disse...

Pois é, Márcio. Fico muito preocupado que seja priorizado o estadual.

Entendi, Ricardo.

Credo, Anônimo. Dois horríveis.

Abs e SA!!!

Marcio disse...

Pois é, Rodrigo.
E essa preocupação não tem relação com pessimismo; apenas não analisamos o BOTAFOGO de forma isolado, fora do Universo em que está inserido.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

É a realidade, Marcio.
Abs e SA!!!