segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Realidade


















Enquanto os jogadores curtem férias, o técnico Ricardo Gomes fala sobre o trabalho a ser realizado em 2016:

"– Já estou pensando na próxima temporada. Os jogadores estão de férias, mas eu e minha equipe estamos trabalhando. No Botafogo não se pode falar em manutenção na Série A. É complicado. A história do Botafogo não permite isso. Mas temos de fazer um balanço e ver todas as variantes. A parte financeira do Botafogo não é das melhores em comparação com outros clubes brasileiros. Por isso temos de trabalhar com muita criatividade para encontrar os melhores lugares do campeonato. Precisamos agir com muita flexibilidade".

Em outras palavras: Salvo uma luz divina, brigaremos sim, pela permanência na elite. Qualquer coisa além disso já será lucro.

Não dá para tapar o sol com a peneira.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

32 comentários:

Yolanda disse...

Amigo Rodrigo, ainda de férias, só volto segunda semana de janeiro e pelo que estou vendo, teremos um ano muito difícil, nada de contratações pontuais e nem reposição, é osso!!!
O discurso será mesmo de luta contra o rebaixamento, grandes emoções ou sofrimento a vista.
Tomara que eu esteja errada! FELIZ ANO NOVO A TODOS!
Abs e SA!

Rodrigo Federman disse...

Yolanda, tudo indica isso. É torcer para um 2016 sem muitos sustos para, em 17, quem sabe, brigarmos por algo (com a casa mais arrumada).
Abs e SA!!!

Rafael disse...

Seja SÓCIO TORCEDOR e ajude o BOTAFOGO a formar um time competitivo , juntos somos fortes vamos fazer a nossa parte e depois cobrar da DIRETORIA as promessas de campanha ainda não cumpridas.

Rafael

BENTO disse...

É amigos...
Tomara que a base nos salve esse ano...
É apostar nas revelações e que São Jeff esteja conosco.
Abs e SA.

Sergio Di Sabbato disse...

Em 2008 o Botafogo tinha tudo equacionado em relação as dívidas e tudo para decolar, mas eis que os "donos" do clube inventaram esse sujeito nefasto FDP que acaba com o clube em 6 anos, e o pior, ninguém fez nada, absolutamente nada para salvar o Botafogo da falência. Eu às vezes penso que a coisa foi proposital e vinda de fatores externos, e isso parece que acontece desde de a fundação do clube. Agora amigo, é terra arrasada, tentar reconstruir e quem sabe, conseguir vencer 2016 na série A é tarefa ingrata. Nem dá para reclamar do que a diretoria contrata, pois é o que dá para fazer. Portanto,só mesmo muita torcida para que 2016 não seja uma tragédia. Que os jogadores contratados superem as nossas expectativas e que o Botafogo seja iluminado pela sua imortal estrela. Abs e SB!

Rodrigo Federman disse...

Rafael, devemos cobrar independente de qualquer coisa.

Amém, Bento.

Sergio, maldita hora que surgiu o aventureiro Assumpção.

Abs e SA!!!

Elios disse...

Tem gente que fala que o CEP não se envolve em discussão com jogador publicamente. Já é a segunda vez que ele discute com um jogador, dessa vez chamou o Daniel Carvalho de ex-atleta. A primeira havia sido com o volante Túlio, chamando-o de chorão. Esse presidente não é essa figura imaculada que muitos pregam.

Rodrigo Federman disse...

Elios, nesse caso específico, acho que ele mandou mal. Ninguém diz que ele é imaculado.
Abs e SA!!!

Sergio Di Sabbato disse...

O tulio foi um grande FDP ao entrar contra o clube furando a fila do ato trabalhista e se aliando a um grande FDP de um advogado que odeia e quer destruir o Botafogo. O presidente não tem sangue de barata e, foi a grana dele que ficou na reta e não a de quem fez as merdas das dívidas do clube Quanto ao DC, não sei o teor, mas dependendo do que é, por que ficar calado? Aliás, sobre esse FDP traíra do túlio, que tem todo direito de receber o que lhe devem, mas furar o ato é uma falta de caráter sem tamanho, só possível numa justiça vagabunda como a nosso, se é que existe justiça nessa merda de país, me admira esse babaca chorão estar no muro dos ídolos, e jogadores que fizeram história, foram campeões pelo Botafogo e mundiais como o Amarildo e o Roberto Miranda não estarem. A torcida deveria repensar nesse muro e, jogadores que foram importantíssimos e sempre respeitaram o Botafogo jamais poderiam ou deveriam ser esquecidos. Sacaneou o Botafogo virou meu inimigo mortal, ainda mais se aliando a um FDP mulambo. Abs e SB!

Marcio disse...

O BOTAFOGO tem de reconhecer as suas limitações, pois se entrar na disputa achando que vai jogar apenas com a História, o naufrágio será certo; o momento não favorece.
É formar uma equipe solidária, guerreira e bem organizada, que coisas boas acontecerão.
Em resumo, o cenário ideal está em vencer os médios/pequenos e fazer os teoricamente grandes suarem sangue se desejarem nos vencer.
SA!!!

Marcio disse...

Nessa situação do Daniel Carvalho, faço algumas considerações.
Disse o jogador:
"Eu paguei para jogar no Botafogo, porque meu custo de vida aqui no Rio era muito maior do que aquilo que eu recebia. Sempre tive noção da situação do clube..."

Será que ele acreditou realmente que vale mais do que recebeu? Em que condições ele queria assinar um contrato, se estava vindo de aposentadoria?
Se o custo de vida dele era incompatível com o salário recebido, que diminuísse o padrão. Se o contrato foi assinado, significa dizer que foi bom para as duas partes.

Disse mais:
"A partir do momento que a equipe tem o acesso e ninguém vem te parabenizar, que conquistamos o título contra o ABC e, depois de dar a volta olímpica, o presidente nem entra no vestiário para agradecer, algo está errado."

Agradecer o quê? Pelo quê? O melhor agradecimento é o pagamento do que foi acordado, salários, premiações e etc. Se alguém agradecer, tudo bem, mas isso está longe de ser uma obrigação, pois nenhum deles fizeram favor ao BOTAFOGO.
Jogador de futebol acha que pertence a uma categoria especial, quase divindades. É muita frescura! Contrato encerrado, pode ou não as partes optarem pela renovação; simples assim.

Quanto ao CEP chamá-lo de ex-atleta, não deveria ter feito, já que permitiu um contrato assinado com este ex-atleta. Entretanto, para quem estava aposentado e desejando mostrar ao filho suas atuações, o jogador está reclamando e valorizando demais tal situação.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Sim, Sérgio. Mesmo estando no direito, concordo contigo e não faria o que ele fez.

Márcio, e tão importante quanto: Não achar que o estadual serve de parâmetro para qualquer coisa.

Abs e SA!!!

Marcelo disse...

Arão tira onda com a torcida do Botafogo em jogo festivo no Rio e diz que agora ele vai jogar com estádio cheio e pior que é verdade.

Marcelo

Marcio disse...

Eu pensar que já ouvi um Torcedor dizer que tem ressalvas em relação ao Gérson Canhota porque ele torce para o clube de muitas cores.
Não o vi em campo com a nossa CAMISA e nem precisaria para saber da sua importância na História do BOTAFOGO; campeão, capitão, líder e tudo mais.
Melhor um não Torcedor igual ao Gérson Canhota vestindo a nossa CAMISA do que alguns que tem por aí e se dizem torcedores.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Azar o dele, Marcelo.

Márcio, e ele nunca escondeu que torce para o ECTD, mas sempre respeitou muito o nosso GLORIOSO.

Abs e SA!!!

Marcio disse...

Rodrigo, o carioca tem de ser levado a sério dentro de um contexto onde se aproveite para organizar e maturar o Time, facilitando a "chegada" de um possível reforço mais qualificado para o brasileiro. Essa é uma boa oportunidade para aplicar a Máxima do MESTRE DIDI.
E que fique claro que não estamos falando de fazer como em 2014.
SA!!!


Rodrigo Federman disse...

Sim, Márcio. Não pode ser considerado prioridade para usar como parâmetros à nível nacional.
Abs e SA!!!

Fernando disse...

Existem coisas que só acontecem mesmo no Botafogo , o Remo time do PODEROSO E RICO ESTADO DO PARÁ e que disputa a SÉRIE C passa o BOTAFOGO no número de SÓCIO TORCEDOR e depois querem time competitivo se a torcida não ajuda , o outrora GLORIOSO segue ladeira abaixo rumo a SÉRIE C .

Fernando

Jeremias disse...

Sinceramente isso já sabia e digo mais o clube se levantou mais rápido do que eu imaginava será 3a4 temporadas tenebrosas até começar a se firmar novamente e os trabalhos deles para mim está de parabéns até que me provê ao contrário vamo que vamo fooooooogaooooooooooo

Jeremias disse...

Até ele acordar do sonho e colocar os pés no chão pq ele não e tudo isso que ele pensa até em junho já estará encostado

Rodrigo Federman disse...

Verdade, Jeremias!
Abs e SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Fernando, não tem nada a ver uma coisa com a outra nessa "obrigatoriedade".

Jeremias, mas 2016 ainda será bastante difícil.

Abs e SA!!!

Marcio disse...

São coisas totalmente distintas a realidade do Remo e do BOTAFOGO.
O Remo tem sua torcida concentrada no Pará; o BOTAFOGO tem sua Torcida espalhada pelo Brasil.
Qual o percentual dos torcedores do BOTAFOGO são do Rio de Janeiro e qual é de fora do Rio?
Quais as vantagens que o Torcedor de fora do Rio pode auferir se associando ao CLUBE?
Qual o percentual da receita do sócio torcedor cabe ao BOTAFOGO?
Será que sabem quantos somos e onde estamos?
Se associa quem quer e pode, só que acreditam que podem criar qualquer produto e "obrigar" o Torcedor a adquirir sob o manto da paixão. Não é bem assim.
SA!!!

Anônimo disse...

CONCORDO COM 100% O QUE O CARLOS EDUARDO FALOU;

“É um momento difícil para o Botafogo. Chegamos no fim do ano tendo cumprido com todas as nossas obrigações ao Ato Trabalhista. Recolhemos mais de R$ 13 milhões em dia e pretendemos pagar R$ 15 milhões em 2016. A justiça fez o Ato Trabalhista para ordenar a fila de credores e é fundamental que isso seja respeitado dentro da capacidade de pagamento do clube. Infelizmente alguns funcionários conseguem medidas junto a juízes de primeira instância que levam a bloqueio de montantes que o Botafogo tem a receber e casos absurdos como o bloqueio da minha própria conta bancária, do vice-geral Nelson Mufarrej e de um conselheiro unicamente por sermos administradores da empresa que é a detentora da concessão do estádio Nilton Santos, da qual não somos acionistas, mas apenas gestores. Com essa situação deixamos de atender os nossos funcionários em um momento crítico, e o surreal dela é que é fruto da Justiça do Trabalho que existe para proteger os direitos dos trabalhadores. Garante e esclareço aos funcionários que o Botafogo não fará loucuras para contratar jogadores antes de quitar com os nossos funcionários. Eu como principal responsável passo por um momento de muito constrangimento e muita luta para superar dificuldade. Nossa prioridade é liberar os recursos e quitar nossos pagamentos”, disse o mandatário.

Anônimo disse...

NÃO ADIANTA FAZER TIME SEM DINHEIRO E CONTAR COM O OVO NO CÚ DA GALINHA, PRIMEIRO É PAGAR A QUEM DEVE, DEPOIS O ELENCO, JÁ QUE TEMOS 4 MESES PARA DISPUTAR O BRASILEIRÃO.

Anônimo disse...

Sérgio e o pior que o Bebeto deixou o ato trabalhista sendo pago religiosamente em dia e não era escravidão que o clube amargou para fazer esse novo acordo.
Mauricio Assunção a ser expulso do ato trabalhista colocou o clube no buraco.

Anônimo disse...

Parece que Só eu, que acredito no botafogo atual "Jeferson,Diego,Renan Fonseca,Emerson ou Joel Carli e Jean.
Pedro Arrias,Rodrigo Lindoso,Fernades e Damião Líz.
Neílton e Henrique ou Luis Henrique".


Marcos Antonio

Rodrigo Federman disse...

Isso mesmo, Marcio. Tem gente que acha que basta uma comparação simples, sem considerar todas as situações e particularidades.

Valeu, Anônimo 1. Será tema do post de hoje.

Anônimo 2, montar o elenco para o Brasileirão deve ser prioridade desde já. Pensar lá na frente.

Exato, Anônimo 3.

Marcos, por enquanto eu não me empolgo. Mas claro que pode surpreender positivamente.

Abs e SA!!!

Sergio Di Sabbato disse...

Márcio, eu tive a sorte e o privilégio de ver o Gérson jogar e em nenhum momento que vestiu a camisa do Botafogo faltou dedicação e o respeito com o clube, sem contar que foi um dos maiores armadores da história do clube e um dos 3 maiores do país. mesmo quando foi convidado para ser uma espécie de conselheiro das divisões de base (não lembro o ano) e por questões políticas foi demitido, nunca o Canhota faltou com o respeito ao Botafogo. Pelo contrário, sempre ressalta que foi sua melhor fase no futebol e é grato por ter vestido a gloriosa camisa alvinegra. Se torcia para o time carioca lá das laranjeiras pouco importa, o que importa é que mesmo depois de se aposentar sempre disse que também era torcedor do Glorioso, o que ficou estampado naquele jogo da LA no Maracanã quando o Gérson vibrou com a vitória como um verdadeiro apaixonado pelo clube que o projetou. Se a torcida não enchia o estádio para ver esse merda do arão, em compensação lotava para ver os treinos quando o Canhota jogava no clube, e sabe por que? Porque Gérson é referência de craque, dava gosto vê-lo jogar, mesmo quando não estava inspirado, e você arão,nem quando estava inspirado dava prazer em vê-lo jogar. A torcida do Botafogo, ao contrário do seu novo clube tem como referência craques que fizeram nome na hist´ria do futebol mundial e não ídolos que eram referência em futebol ruim, tipo fio maravilha ou bandidos tipo almir pernambuquinho, bruno goleiro. Que você se foda nesse seu novo clube e, não dou 3 meses para amargar a reserva. Agora cá prá nós, justiça e merda no brasil não faz a menor diferença. Abs e SB!

Rodrigo Federman disse...

Perfeito, Sérgio. Invejo muito o amigo por eu não ter visto o Gerson jogar bola.
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

Boa noite, Rodrigo!

Tô de pé batendo palmas para o que disse o Sérgio. Não vi o Gerson jogar, embora morasse em frente a GS e meu pai me levasse para assistir os treinos, que enchiam. Mas minha noção de futebol com 5 anos de idade era igual a de um flamenguista com um lápis e papel na mão para redigir um texto.

Quero que Arão, assim como todos que foram traíras com o Botafogo se fodam. Nas 4 linhas e fora delas, óbvio, ligados ao esporte que o Glorioso os fez serem notados.

Desculpe, só conheço um Túlio. Esse que, mesmo tendo direito, burlou uma "fila", querendo se aproveitar do clube que diz amar, não é botafoguense e nem ídolo. Prefiro o Russo que anulou o Zico, quando acabamos com a invencibilidade de 52 jogos dos mulambos, com gol do Renato Sá.

Prefiro o Carlos Alberto Santos que levantou um caneco. Ou Luizinho e Vitor (89/90), Marcelinho Paulista e Pingo (97), Jamir e Leandro Ávila (95)- todos cabeça de área tb. Prefiro uma pá de gente que não tem nome ou pintura no muro e deu volta olímpica e prefiro sangue no olho do que lágrimas "por que perdeu roubado". Ah vá!... ele, Diguinho,... nossa, que raiva dessa palavrinha maldita que nos foi imposta ("chororô")...

Sem caneco e melhores que ele, ainda vi Carbone em fim de carreira, vi Rocha, Wescley, Ademir Vicente (pobre do Zico rs), ...Alemão (outro cara certo, na hora errada!).

Tô com o CEP, embora as vezes perca a mão rs... e quanto ao Arão...APA pra ele. espera a maldição alvinegra que ela vem a galope.

só mais uma coisa... não é apologia religiosa não, mas lembrei de uma frase do Evangelho: "deixem que os mortos enterrem seus mortos"! Aí, galera, quem saiu, quem não pertence ao FOGÃO, quem é ex, não é mais noticia. É passado ou conversa desinteressante. Assim como o que se passa na casa ou clube do vizinho.

Desculpe, Rodrigo, mas pra que ficar falando de Arão? Tô com o Sérgio... que se ph...

E, se não vi o Gerson, pelo menos vi Mendonça, que eu era fã... foi o último dos moicanos num meio de campo alvinegro carioca. Infelizmente, o cara certo, na hora errada.

Abraços

Julio

Rodrigo Federman disse...

Fala, Julio. Tô contigo total.
Abs e SA!!!