segunda-feira, 27 de março de 2017

Superando na vontade




Atacante com nítida limitação técnica, lento e que fora da área é - quase sempre - uma nulidade.

Em uma análise rápida e racional, eu sempre disse e mantenho a opinião de que o Roger não é jogador para o Botafogo. Quiçá para o posto de titular.

Mas justiça seja feita, ele parece saber qual é a sua limitação e o que precisa fazer para não cair em descrédito junto à torcida botafoguense.

Além de gols (não muitos ainda, mas alguns importantes - e em clássicos), o Roger tem mostrado muito mais vontade, garra, disposição e coragem do que, por exemplo, os mais técnicos Camilo e Montillo.

Enquanto os dois apoiadores não se esforçam (seja por má vontade ou não terem pernas) para chamar a responsabilidade, cansamos de ver o camisa 9 recuando para tentar fazer com que a bola chegue e/ou o ataque tenha alguma pressão e mobilidade (junto com o Pimpão).

Muitas vezes ele se perde ou erra, mas eu prefiro quem ao menos tente e/ou demonstre esforço do que aquele(s) que espera a bola no(s) pé(s) e parece indiferente ao que está acontecendo ao redor.

Nesse caso, palmas para o Roger...
...e decepção com a dupla de apoiadores, que, no início do ano, era a grande esperança e razão de euforia da torcida.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

42 comentários:

Celso Ricardo disse...

"“O Joel vem se destacando nos treinos, vem crescendo. É um jogador que veio com a confiança de todo mundo, tem uma expectativa grande em cima dele. O Jair optou em dar oportunidade para ele nessa partida”, disse Emílio Faro em coletiva."
É...como eu previa , essa vitória nos custou caro. De onde a comissão técnica viu futebol em Joel ? Acha que somos otários? Ano passado, A Aquino, Ribamar , Maranhão,Gegê, Otávio etc.
O filme se repete .

Rodrigo Federman disse...

Celso, isso me preocupa. Continuam nos chamando de idiotas. Ele vem tão bem que sequer foi relacionado no clássico da última quinta e nem entrava em campo nos últimos confrontos. Absurdo.
Abs e SA!!!

VinnyMarques disse...

Se fosse pelos treinos, o Carli nunca seria escalado... Será que esqueceram? Nós não...
Se o Joel fizer mais um gol(e o de ontem foi contra), terá seu contrato renovado, e com aumento de salário.
Incoerência... Até quando?

Ivo Santos da Costa disse...

Faço minhas suas palavras Rodrigo, o Roger tem se esforçado e por isso tem sido recompensado, existe um ditado que diz, quem trabalha Deus ajuda, é o que tem acontecido ao Roger.

Silva disse...

Seria o mínimo de se esperar de atletas que recebem uma bela grana todo mês,dedicação integral,comprometimento total ao clube.Isso o Roger tem feito.Pra falar a verdade a maioria absoluta do elenco tem feito.Uma crítica que não se pode fazer à esse elenco é corpo mole.
Quanto ao Montillo e Camilo não vejo má vontade.São dois trintões que ficam igual malucos correndo nesse deserto que é o meio campo alvinegro.Botafogo não consegue jogar agrupado de maneira alguma.É um buraco negro entre os volantes e o ataque.Além do que tem que voltar acompanhando lateral e depois voltar para criar pro time,não dá.Fazer isso com competência só o Pimpão que tem um preparo físico invejável.
Jair tem que conseguir que o time jogue com suas linhas mais juntas,toques mais curtos.Mais treinos táticos nessa cambada Jair!

Rodrigo Federman disse...

Vinny, e mesmo depois de mostrar que não serve para ser jogador, o Guilherme não cansa de receber oportunidades. Enquanto isso, nada do Gorne ou Yuri, por exemplo.

Sim, Ivo. Apesar de reconhecer o esforço dele, continuo achando que não é jogador para Botafogo.

Silva, no estadual está corpo mole sim. Pelo menos para mim. E se Montillo e Camilo não entram no ritmo de jogo, cabe ao técnico mudar algo. E ele não faz. Essa é apenas uma das críticas que faço ao trabalho do JV.

Abs e SA!!!

Celso Ricardo disse...

Roger sabe que se ser espaço,o razoável Sassá pega essa vaga , fácil. Sendo assim, nada de corpo mole ou descanso.

Rodrigo Federman disse...

Celso, tenho minhas dúvidas se o Sassá pega vaga de 9.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Contratações 2017:
Fernández, Jonas, Gilson, Montillo, João Paulo, Roger, Guilherme e Joel.
Dos oito, pelo menos quatro não deveriam ser contratados; Jonas, Gilson, Guilherme e Joel. Apenas o Montillo seria a contratação que, independente do resultado final, pode ser considerada inicialmente acertada.
E o Departamento de futebol/inteligência segue com prestígio extremo.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Márcio, e torcedores ainda aceitam todas desculpas e justificativas que a diretoria de futebol dá.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Rodrigo, os elogios sobre a disposição do Roger em campo são merecidos. Convenhamos que para um jogador no estilo do Roger, jogar de centroavante no BOTAFOGO atualmente não é fácil, pois a armação ofensiva do meio campo é precária e jogadas de linha de fundo praticamente inexistentes. E mesmo assim ele não tem se permitido a ficar escondido entre os zagueiros adversários; aliás, a sua substituição no jogo frente ao Fluminense foi equivocada, pois não se substitui gratuitamente um jogador, centroavante, que marca duas vezes em um clássico.

Sobre o Departamento de futebol/inteligência, disse o Cacá Azeredo em 22 de outubro de 2016.

“A gente tem que investir em jogadores mais fortes, mais ‘cascudos’ como se dizia. Temos que chegar e investir em uns três ou quatro jogadores para poder disputar a Libertadores numa condição boa. O Botafogo tem entrado na Libertadores e não tem conseguido grandes resultados. e dessa vez vamos ter que fazer o contrário do que fizemos nas outras. Nas outras, o time enfraqueceu quando entrou na Libertadores. Desta vez, teremos que reforçar o time, trazer jogadores que possam nos ajudar a fazer um grande campeonato”

https://www.vavel.com/br/futebol/botafogo/710936-vice-de-futebol-do-botafogo-exige-elenco-forte-e-cascudo-em-caso-de-classificacao-para-libertadores.html

Os tais jogadores estão vindo em carruagem tracionada por tartarugas.
SA!!!

Anônimo disse...

RODRIGO,como não gosto de polemizar e por sentir que alguns torcedores estavam entusiasmados,preferi não opinar sobre a contratação do MONTILLO,na esperança de queimar a língua,rsrsrs.
Assisti a várias partidas dele no Cruzeiro e no Santos,bom jogador,mas que nunca me encheu os olhos.
Há pouco tempo,um amigo botafoguense,ligado a alguns ex jogadores,disse-me ter ouvido o seguinte:"MONTILLO nunca foi o protagonista principal de um time,ele é apenas um bom coadjuvante de times com outros bons jogadores.Por isso foi mal no Santos e bem no Cruzeiro que tinha um bom time".
Verdade ou não,até agora,pelo que recebe,é apenas um "protagonista secundário" e com muito boa vontade.
Quanto as suas avaliações sobre ROGER,etc,concordo plenamente.JOTA.

Rodrigo Federman disse...

Exato, Marcio. Não é fácil ser atacante nesse atual Botafogo, sem jogadas ensaiadas, sem o mínimo de padrão. E o Roger tenta se superar, mesmo ciente de que é limitado. Ao menos não tem faltado disposição por parte dele.

Jota, eu respeito, mas discordo desse seu amigo. Acompanhei também o Montillo no Chile, Cruzeiro e Santos. E vejo sim, potencial para ser protagonista. Até agora não rendeu e deve ser cobrado por isso. É ponto inconteste. Mas ainda prefiro dar mais um prazo, levando em conta as opiniões de ex-jogadores e pessoas que trabalham com futebol, que disseram que a readaptação após muito tempo na China exige um pouco mais de tempo mesmo. Sem contar que, diferente dos outros jogadores, ele não atuava desde outubro. Ainda tenho uma paciência e esperança nele.

Abs e SA!!!

fabio lucas disse...

Ta de brinqueixon comigo ne,"Após parar Loco, Renan Fonseca responde críticos: ‘Pessoal pega no meu pé’" tu e ruim ve se intendi isso.

Rodrigo Federman disse...

Possa crer, Fábio. Eu vi. Mas vamos tentar manter o assunto do tópico para não desvirtuar muito.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Só para uma informação mais exata, o último jogo do Montillo em 2016 aconteceu em 25 de setembro.
Vou repetir o que já escrevi aqui no Blog; creio que deveriam ter pensado em uma preparação especial para o argentino, já que estava desde setembro sem atuar. Poderiam ter entrado em acordo para que voltasse aos trabalhos logo após as festas de fim de ano.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Isso aí, Márcio. Fecho contigo.
Abs e SA!!!

Marcos Moreira disse...

Rodrigo, acho que o tanto o JV, como também o anterior, RGomes, "viciaram" o time a jogar muito com os volantes, concentrando em demasia o jogo com eles. A bola e o jogo, quando não há o tiro de meta, invariavelmente ficam aos cuidados excessivos dos volantes - laterais, volantes - zagueiros. Não há fluência do jogo pelos meias, com os atacantes, ou ocorre muito pouco. Isto talvez,porque não tínhamos um bom meia, como achávamos que tínhamos no Camilo. Acho que falta treinamento com os meias e atacantes. Esta é a minha opinião, posso estar errado, mas é como vejo. Também temos que considerar o nível técnico insuficiente dos jogadores. Temos alguns de nível muito abaixo do razoável para um time série A, exemplos: Hilton Leite, Jonas, Gilson, Renan Fonseca e Guilherme ABS e SAN!

Anônimo disse...

RODRIGO,ele passou um bom tempo na China e a idade não perdoa.No Chile não o acompanhei,mas no Santos e Cruzeiro sim.
Torço muito para queimar a língua e ele começar a jogar bem e ser o protagonista do time,pois precisamos de um cara que realmente faça a diferença.Pelo que vi até agora,não creio e a desculpa de falta de preparo físico também não aceito.
Vamos aguardar e torcer para que de certo.JOTA.

Rodrigo Federman disse...

Marcos, é falta de treinamento. Quer mais uma prova básica? Reparei em TODOS jogos do ano: A cada saída de jogo (início ou após intervalo), a bola é recuada para o zagueiro da direita dar um chutão para frente. Por que não sair jogando?
Abs e SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Claro, Jota. A idade pesa sempre. Principalmente no esporte. Mas técnica para ser protagonista ele sempre teve e tem. O que precisa, é ver se o corpo ainda consegue obedecer a cabeça.
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

Caros,
Reconheço o esforço e comprometimento do Roger mas ainda prefiro o Sassá. Com Roger mesmo que a bola chegue redonda, o que é difícil, geralmente o lance acaba ali. Já com o Sassá mesmo que a bola chegue dividida ele briga e ainda consegue levar vantagem em muitas oportunidades.
Outro problema é que aqueles que deveriam municiar os atacantes não estão fazendo bem o seu papel. Fica complicado, o cara já é limitado e a bola não chega.
Sds botafoguenses,
Valmir Marciano

Rodrigo Federman disse...

Valmir, como referência eu prefiro o Roger. Acho que o Sassá joga mais pelos lados.
Abs e SA!!!

Ivo Santos da Costa disse...

Rodrigo concordo que o Montillo não participa muito do jogo, mas o pouco que participa tem sido decisivo, no jogo com o estudiantes deu um drible muito bom e um passe açucarado pro Marcelo fazer um cruzamento primoroso para o nosso primeiro gol, no clássico com as flores, passou pelo adversário e deu um passe açucarado para o Roger fazer o segundo gol, e falando de preparação física, se observarmos, o Montillo no primeiro tempo é um no segundo tempo é outro, já o Camilo não tem desculpa, apesar de dizerem que ele participa mais que o Montillo, não vejo ele sendo decisivo, talvez marque mais, mas vamoslembrar que ele é nosso homem de criação e não está criando nada, só marcar não basta.

Anônimo disse...

Um possível problema do Montillo, é que se acostumou a jogar este futebolzinho na China e agora e com a idade, dificilmente voltara a jogar em alto nível como se espera.
É preocupante também, o fraco futebol que o outrora V.Luiz vinha jogando. Parece que depois que começou a se preocupar com seu visual, o futebol acabou. Ele vem flutuando em campo, ausente na sua posição, com isso deixando avenidas a suas costas. Ultimamente assumiu que tem
que tem que bater todas bolas paradas, as vezes se deslocando para o lado extremo direito no campo, com isso e sua pouca velocidade, fica um buraco pelo seu lado de campo. É preocupante porque do lado direito com Marcinho, o problema ainda é maior.
Roger é atacante, goleador, com muito pouca ajuda de bons cruzamentos e com um meio de campo que não vem se encontrando, é difícil repetir o que fez ano passado na Ponte.

Rodrigo Federman disse...

Ivo, ainda acho que ele tem alguns lampejos. Poucos. Mas fica evidente que ele pensa diferente. E é nisso que eu me prendo, para esperar bons dias com ele iluminado.

Anônimo, acho que o VL está sentando na tranquilidade de saber que não tem substituto. E isso é preocupante.

Abs e SA!!!

Sergio Di Sabbato disse...

O Roger é esforçado, que bom, mas é fraco, mas concordo: um jogador mediano esforçado a gente respeita.
O que eu estou achando é que o condicionamento físico dos jogadores do Botafogo tá muito ruim, e isso reflete diretamente na parte técnica. Ontem por exemplo, o VL perdeu bolas que eram dele me parecendo sem força. Idem o Montillo, o Camilo. Mas esse problema de preparação física parece ser algo que não se resolve no Botafogo. Para quem já teve Paulo Amaral e Admildo Chirol, não dá para aceitar o que está acontecendo.
Depois de ontem, gostaria de ver o Fernandes e o Sassá começando um jogo para ver se são apenas jogadores de um tempo. Gostei do JP em alguns bons lançamentos, mas acho que ele está fora de posição, deveria jogar mais próximo dos atacantes e não como 2º volante. Também acho que o Igor Rabello pode ser trabalhado e uma boa opção para o elenco, achei menos estabanado que o E Silva. Sobre a pelada de ontem, foi uma pelada como quase todas as partidas atuais, algumas mais movimentadas, outras sonolentas. Quem diria, de melhor futebol do planeta estamos transformando isso aqui em campeonatos de várzea. Abs e SB!

Rodrigo Federman disse...

Sim, Sérgio. É limitado e isso não bastaria para ser titular. Mas é um limitado que tem mostrado muito mais disposição que outros atletas bem mais técnicos e que não têm feito o esforço dele.
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

RODRIGO,não é do tema mas não resisti ao ler num desses besteiróis da vida,o desabafo do RF que parou o LA,etc,etc.
Um conselho ao RF para fazer sucesso e virar ídolo no clube:"arranje um padrinho forte na mídia,diga que é perseguido pelos radicais da torcida,que ajudou o Botafogo a ser campeão da B,retornar a A e ainda levou o clube a Libertadores.
Diga sempre nas entrevistas,que nunca na história do Botafogo um zagueiro fez mais pelo clube do que vc.Aos berros,afirme que talvez o NS chegue perto de vc em dedicação aos torcedores humildes que queriam abandonar o clube,mas graças a sua capacidade de agregar estão retornando.Diga sempre que torcedores influentes,que não entendem nada de futebol e dizem que vc não joga nada,querem destruir tudo que vc fez".
Vai que cola,rsrsrs.Qualquer semelhança é mera coincidência,ahahahahahaha.JOTA.

Rodrigo Federman disse...

Hahaha. Boa, Jota.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Será preciso saber se o Jair busca um esquema onde aproveite o melhor dos jogadores disponíveis ou se ele quer adaptar o jogador ao seu esquema preferido.
Ele disse sobre alguns jogadores em entrevistas:

"O Leandrinho jogou bem aberto na direita, no início do ano. Com você alternou. Como você o vê?

Um meia que pode jogar como segundo volante. É um cara da criação, do último passe, e que vai municiar os atacantes. Cobramos a parte tática, ser mais competitivo. Ele é um meia clássico."

http://www.lance.com.br/botafogo/especial-jair-ventura-manutencao-espinha-meritocracia-nas-decisoes.html

Sobre o João Paulo ele disse:

"...o João Paulo é um meia, mas que também pode jogar de segundo volante, assim como fez no Santa..."

http://torcedores.com/noticias/2017/01/jair-ventura-fala-dos-reforcos-e-cita-desafios-do-comeco-do-ano-confira

Será que o Jair pensa de fato em jogar em um esquema que não seja o de somente esperar os adversários? Será que os meias não têm capacidade de criação ou o Jair os "obriga" a olhar demasiadamente para a sua própria defesa?
Além disso, nas substituições, quando sempre recorre a duas situações; substitui um atacante por outro ou retira alguém do meio campo e coloca atacantes.
Por enquanto, em termos de organização, estamos em 2016.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Márcio, a minha impressão é que ele está perdido e não sabe tirar o melhor de cada jogador, tentado fazer com que eles se adaptem ao esquema que o treinador tem em mente.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Rodrigo, me parece um total absurdo ler que o Camilo está se desgastando muito fisicamente porque volta para ajudar na marcação... E quando o BOTAFOGO está com a posse da bola, a quem o Camilo tem preocupado no time adversário?
De fato ele não tem jogado rigorosamente nada, mas se for para marcar, melhor colocar um marcador.
Dizem que se o jogador que não marcar no futebol atual, está morto... Alguém viu o Riquelme ficar dando combate no meio campo? Eu não vi! Mas em compensação, ví várias vezes ele acabar com o jogo. E jogou até "ontem".
Uma coisa é não deixar o jogador que está próximo receber livremente a bola; outra é apenas se preocupar com a marcação.
Já ví em entrevistas o Jair elogiar jogadores mais ofensivos pela entrega na marcação... Acho um retrocesso essa modernidade.
Já que falei em Riquelme, lembro de uma Libertadores onde o Boca eliminou o Fluminense...
Um reporter de rádio falou para o Argentino que ele pouco pegou na bola durante o jogo e "apenas" participou no fim do jogo do lance do gol com o passe.
Riquelme respondeu que não precisava pegar muito na bola; apenas uma vez era suficiente.
Mais Riquelmes no futebol.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Márcio, absurdo também é torcedor tratar Camilo como diferenciado ao ponto de não poder se desgastar. Deus do céu. Hehehe
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Sim, Rodrigo... Nesse caso específico, penso que se mal o Camilo ajuda na armação do jogo, apenas contribuir na marcação não faz sentido para quem usa a dez. E muitos no BOTAFOGO e na mídia "especializada" olham Camilo é um grande jogador; o vejo como um jogador razoável apenas, mas admitindo a hipótese de estar errada a minha opinião, que o Jair o coloque se desgastando na função de organização do jogo.
Cara, depois que o gol tornou-se um detalhe e que perder de sete é apagão, confesso não estar entendendo o futebol atual.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Márcio, sim, razoável. E com boa vontade.
Abs e SA!!!

WAYNE disse...









Bom dia.
Como somos inconstantes nos julgamentos, ao ler sua opinião salvadora do ROGER a minha tb mudou vendo essa nova perspectiva. E, assim talvez seja com outros jogadores. Talvez, apenas uma qualidade faça a integração no elenco, mas só isso é o bastante para colocar o BOTAFOGO em igualdade com os demais participantes,com chance em potencial na TAÇA RIO. Ontem eu li que os jogadores do BOTAFOGO não estão dando a devida importância aos jogos do ESTADUAL e isso fica claro quando vemos os jogos nos outros estaduais, se nota que não há BOLA PERDIDA e o chutes são de uma força que faz as redes balançar. E, na há idade pesando. No BOTAFOGO devemos RESSUSCITAR CARLITO ROCHA dá GEMADA antes das partidas e o JAIR VENTURA respeitar as características de cada JOGADOR com as limitações.
Abs SA









Rodrigo Federman disse...

Wayne, nada que jogar com mais vontade e raça para sobressair um pouco mais, né? É o que ele tem feito até agora. rs
Abs e SA!!!

Marcio disse...

E que fique claro que embora o Roger tenha sido merecidamente elogiado pela entrega, a mesma deveria ser requisito obrigatório. Pode faltar técnica ou tática; entrega jamais.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Justamente, Márcio.
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

Roger é do tipo de centroavante limitado, que se criar jogada é goleador nato, nada mais que isso.
Um cara que consegue ser artilheiro do campeonato paulista do ano passado, jogando pelo R.Brasil com 11 gols mostra que realmente conhece os caminhos da rede.

Rodrigo Federman disse...

Relativo, Anônimo. Josiel, Dill, Diana...todos já foram artilheiros do Brasil. Todos péssimos.
Abs e SA!!!