quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Abre o olho, Botafogo!




Palavras do Rodrigo Pimpão, após a derrota de ontem:

"- Não podemos levar isso para esses jogos decisivos. Lutamos até o final, nos dedicamos ao máximo, hoje em duas fatalidades nossas saímos com um resultado que não queríamos. Agora é pensar domingo, ver quem vai jogar porque tem decisão importante na Libertadores para gente na quinta-feira".

Legal, bonito, vamos focar na Libertadores...
... mas se continuarem tratando o Brasileirão com esse "desdém", logo estarão em uma zona de desespero que poderá ficar bastante difícil de sair.

Tomara que não abram o olho tarde demais.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

44 comentários:

Enéias Teles Borges disse...

Não temos pretensão no Brasileiro 2017 a não ser ficar LONGE do Z4. Estamos dando bobeira. Meu medo é isso influenciar na Libertadores e Copa do Brasil.

Celso Ricardo disse...

Presidente, JV e seus comandados não são os donos do Botafogo. Chama a equipe para uma conversa.

Rodrigo Federman disse...

Enéias, então está tudo dentro do patético planejamento do JV.

Isso aí, Celso.

Abs e SA!!!

Celso Ricardo disse...

Observem que nas coletivas JV se mostra amiguinho dos jornalistas,com brincadeiras e ironias. Porque nenhum deles pergunta a ele se o Botafogo continua lutando contra o Z4 como ELE MESMO DECLAROU? Porque insiste em 3 atacantes e perdeu todos os jogos com esta escalação? Observem que sempre aparece um que cita que ele foi estagiário e hoje é um treinador em ascenção. Ninguém coloca JV em uma saia justa. A coletiva parece uma aula com um professor esclarecendo e ensinando a todos,uma aula de estratégia.

Rodrigo Federman disse...

Celso, isso é a única coisa que ele sabe fazer: Usar a paciência e respeito que goza por conta da idolatria (justíssima) que o seu pai tem no meio. Tanto que na única vez em que ele foi confrontado de maneira inteligente em uma coletiva, demonstrou nervosismo e impaciência.
Abs e SA!!!

Silva disse...

Essas declarações me irritam profundamente.Tem jogador se arrastando em campo,tem que reunir internamente e ter cobrança,quem entrar tem que correr e muito.Num momento decisivo do ano time entra numa decrescente dessa.Lamentável.

Anônimo disse...

E segue o baile desse time/clube que sofre de Psicose Maníaco/Depressiva, também conhecida como transtorno bipolar.
Eis o Botafogo!
Estamos na fase da depressão no que concerne ao campeonato brasileiro. Está na hora de tomar o regulador de humor. Caso contrário, ficaremos em sérios apuros, a julgar por esse estranho comportamento verificado na competição.
Próxima derrota, final de semana, contra o Cruzeiro, último jogo do primeiro turno.
Ontem, um amigo me chamou para ir ao Niltão. Na boa, declinei do convite. Não está nada difícil antever os resultados, sem mencionar que ainda não me refiz daquela maldita derrota para o São Paulo. Meio que já sabia o que iria acontecer ontem.
Normalmente, encerro os meus comentários com a cláusula "espero que no próximo jogo, blá, blá, blá..." A mencionada cláusula serviria para a Copa do Brasil e para a Libertadores, mas é melhor deixar de lado.
Nunca deixo de lembrar o que o JOTA diz sobre treinadores não ganharem jogos, mas sobre atrapalharem.
Já disse antes e repito: esse professor arrogante já perdeu a validade. Está atrapalhando, visivelmente. Não, não aceito a tese de que "tira leite de pedra". Essas desculpas de falta de qualidade técnica do elenco e de que não tem recursos já encheu o saco. Trata-se de rematadas falácias, numa vã tentativa de justificar o injustificável.
E chega por hoje.
Levi

Marcio disse...

Mais uma vez repito.
Confundem dar prioridade a algum campeonato com desinteresse ao de "menor" prioridade. E isso parece que jamais foi ou será questionado internamente.
Falam de cansaço, da falta de elenco, só que sempre o Jair só joga com dois preferidos no banco de reservas, Guilherme e Gilson.
Precisa substituir alguém do meio campo, o Jair chama o Guilherme ou o Gilson... Que futebol é esse que ambos "podem" substituir jogador de outra função constantemente?
Desde sempre o BOTAFOGO sabia que iria disputar a Libertadores, Carioca, Brasileiro e Copa do Brasil, algumas de forma simultânea. Assim, óbvio, também era sabedor da quantidade mínima e máxima possíveis na temporada...
Se um jogador em condições normais suporta 50 jogos na temporada e o BOTAFOGO teria 70 jogos, como número máximo, está claro que em 20 oportunidades alguém deveria ser poupado.
Assim, com a tabela em mãos, deveria estudar e encontrar a solução ótima para rodar o elenco e ter quase sempre a melhor equipe escalada.
E esses descansos ainda ocorrem de forma forçada, com suspensões e até mesmo por causa de barração deste ou daquele jogador...
E no fim de tudo, o discurso leandroguerreiriano está de volta... " É levantar a cabeça e continuar trabalhando"
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Silva, mas eles (jogadores) são os menos culpados. Apenas repetem o que falam seus superiores. Ou seja, cabe ao CEP cortar esse discurso de conformismo.

Levi, concordo plenamente. E principalmente com o final do seu comentário, amigo.

Abs e SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, contratam o MV, Brenner...e as alternativas são sempre Guilherme e Gilson. Realmente o JV não sabe o que faz. E o tal planejamento não existe. Se continuarem assim, nosso final de ano pode ser muito bom (com a CB e LIB), mas também pode ser preocupante com o BR.
Abs e SA!!!

Ivo Santos da Costa disse...

Os jogadores são tão culpados quanto o Jair, pois o técnico não entra em campo, a parcela de culpa são iguais.

Rodrigo Federman disse...

Ivo, eu não disse que jogadores estão isentos de culpa. Apenas discordo e acho que, principalmente nesses dois últimos jogos (assim como também foi contra o Avaí e Barcelona), a culpa do JV é maior.
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

Ricardo
Me preocupa a vantagem da vitoria fora na Libertadores.
Podem achar que já estamos classificados e entrarem em campo pensando na Copa do Brasil..
Depois vem a desculpa de sempre ;
Vamos levantar a cabeça e etc...
SDS

Rodrigo Federman disse...

Ricardo, estou preocupado com tudo. Juro.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

E tem mais:

"...Temos uma situação em que o Botafogo nunca chegou tão perto nas duas competições..."

http://globoesporte.globo.com/futebol/times/botafogo/noticia/jair-alerta-para-gols-sofridos-no-fim-nao-posso-ficar-falando-toda-hora-de-cansaco.ghtml

E a Libertadores de 1973, quando o BOTAFOGO chegou à semifinal?
E a fatídica decisão da Copa do Brasil de 1999?

SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, ele faz questão de se colocar como um semi-Deus até quando perde. É impressionante como é arrogante. Cansa.
Abs e SA!!!

Ivo Santos da Costa disse...

Tá de brincadeira?

Rodrigo Federman disse...

Eu, Ivo? Não.
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

Bom, que eu saiba o Botafogo nesses dois anos citados ele chegou perto em 1 das competições e não em 2. Acho que foi isso que o JV se referiu, o que é verdade.

Sds
Mário

Rodrigo Federman disse...

Mário, mas não estamos perto na Libertadores. Passamos da fase de grupos e estamos em vantagem no jogo de volta das oitavas. Ok, é mais até do que esperávamos, mas o JV precisa baixar a bola.
Abs e SA!!!

Celso Ricardo disse...

Aos ingênuos de plantão, essa história, essa falácia de que JV tira leite de pedra serve apenas para desmerecer o Botafogo, o seu elenco. Digo ao contrário: se JV não atrapalhar, podemos sim seguir avante nas competições como CB e LA.
JV tem seu valor? É claro que tem. Assim como os jogadores. Todos têm suas responsabilidades e suas culpas. Mas, ao que me consta, quem escala, substitui, muda esquema é o JV. Achar que Guilherme pode ser substituto de MF, Montillo(como foi) ou qualquer outro meia chega a ser de uma estupidez tamanha. Insistir com Pimpão e Roger intocáveis é outra.
Eu pago pra assistir aos jogos; JV é pago para assistir os jogo, trabalhar. Taí a diferença,ele pode atrapalhar, eu não.

Rodrigo Federman disse...

Perfeito, Celso. Nada a acrescentar. Concordo integralmente.
Abs e SA!!!

Celso Ricardo disse...

Correção: os jogos...(não os jogo...).

Rodrigo Federman disse...

Valeu, Celso.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Mais uma vez digo:
Enquanto ficarem gratos a profissionais como se estes fizessem trabalho voluntário, as coisas não mudarão.
O Jair, convidado que foi, aceitou a empreitada e dentro do limite adequado deve ser cobrado.
A mesma coisa em relação ao Antonio Lopes. Muitos dizem que se não fosse o seu conhecimento e influência o BOTAFOGO não teria Time em 2015...
Até onde sei, ele não ofereceu-se para fazer o trabalho gratuitamente, foi contratado e até onde todos sabemos, remunerado.
Reconhecer um bom trabalho desenvolvido é diferente de tratar as coisas como se tivesse recebido um favor. Todos têm a opção de recusar um convite de trabalho se acreditarem que as condições não são favoráveis. Aceitou deve ser cobrado.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Exatamente, Marcio. Parece que eles fazem favores ao clube. Aceitaram os convites e são bem remunerados para serem cobrados, elogiados e criticados SEMPRE.
Abs e SA!!!

Phellipe Teixeira disse...

Jair ja começa a dar angustia, nojo como aquela cara de puto na beira do gramado, sendo que ele mesmo que ta fazendo a merda toda. Insistindo no mesmo erro todo jogo!

Rodrigo Federman disse...

Phellipe, eu nunca achei ele tudo isso que muitos dizem (como treinador) e sempre tive antipatia ao jeito dele (mas friso: não o conheço, ou seja, posso estar sendo injusto). Ultimamente essa minha antipatia só tem aumentado.
Abs e SA!!!

Ivo Santos da Costa disse...

É incrível como ganhar do Botafogo tem uma importância tremenda para qualquer time, o santos antes de ganhar da gente de forma Mandrake, vinha de uma crise terrível, na zona de rebaixamento, tinha levado antes uma goleada do corintias, derepente ganhou da gente é tudo mudou da água pro vinho, hoje são terceiro colocados no campeonato, o são paulo, vinha de uma crise tremenda, ganhou da gente, hoje fala em G6, palmeiras em crise, preocupadíssimo com o jogo pela libertadores, ganhou ontem, pronto, já é campeão da Libertadores, é incrível o que uma vitória em cima do Botafogo não faz.

Anônimo disse...

JV realmente é um péssimo treinador, que tal a direção demiti-lo e ir ao mercado tentar a substituição? Quem está disponível? Que eu me lembre só treinadores de péssima qualidade, sem falar na mudança que ia proporcionar dado o momento do clube em 3 competições. Torcedor tem todo o direito de reclamar e criticar mas e aí? O legal é que a internet é um divã e os dias passam e todos continuamos em nosso confortável sofá! Abs e sa Jorge

Rodrigo Federman disse...

Possa crer, Ivo.

Jorge, e alguns continuam ganhando muito dinheiro no futebol e sem precisarem ser cobrados por resultados.

Abs e SA!!!

Celso Ricardo disse...

Mas ninguém falou em demitir JV, mas sim que a diretoria tem obrigação de questionar o que todos vêem, os insistentes erros que nos levam a derrotas.
Raciocinem comigo, por favor. Se o time cansa, o que deve fazer o treinador? Logicamente,encurtar o campo,a área de trabalho. E como se faz isso? Abrindo o time? Não, povoando da intermediária de ataque para trás, aumentando o número de jogadores no meio. Ora, JV diz que o time está em uma maratona de jogos e faz os caras correrem mais? Quando ele tira um meia e coloca um atacante, a área de trabalho dos jogadores aumenta, têm que correr mais pois ele alonga o time. Se ele tira o Roger ou Pimpão e coloca o Guilherme ou outro atacante, ok. Simples assim.

Rodrigo Federman disse...

É isso mesmo, Celso. Pessoal leva as coisas como se fosse maldade criticar ou cobrar o treinador.
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

Rodrigo, enquanto isso o Coritiba vai ganhando por 2x0 do SP. Em SP. Esse JV é um gênio mesmo. Perder quando o jogo estava ganho.

André

Rodrigo Federman disse...

André, segundo o genial JV ontem (após o jogo), é uma tendência times visitantes vencerem partidas. Uma tendência.
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

Eu vi essa declaração! Cê não sabe o ódio que eu estou do JV.

André

Marcio disse...

Não só disse que é uma tendência os visitantes vencerem, como afirmou que o jogo no contra-ataque é fatal.
E mesmo assim ele abriu o Time, o que facilita a vida de quem deseja o tal contra-ataque...
As explicações do Jair não estão correlacionadas com as decisões tomadas.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, só mais uma demonstração do quão maluco e incoerente ele é.
Abs e SA!!!

Celso Ricardo disse...

Convido os amigos a uma reflexão.
Se o JV tira leite se pedra,ou seja,o elenco é fraco,porque ele abre o time?
Se o JV não tira leite de pedra porque ele só consegue fazer o time render jogando fechado?
De uma forma ou de outra fica uma dicotomia. Ou ele ,tirando leite de pedra, é incompetente por abrir o time e SEMPRE perder, ou ele é incompetente por não tirar leite se pedra e não conseguir fazer o time jogar bem sem ser fechado?

Celso Ricardo disse...

Acredito que estamos bem, afinal JV vem cumprindo o que se comprometeu: lutar contra o Z4 . Estamos cinco pontos acima da maldita zona. Lógico que há uma forte possibilidade de terminarmos o turno dois pontos acima do Z4. Graças ao cara que tira leite de pedra, se não fosse ele, estaríamos na zona...

Anônimo disse...

Rodrigo e turma.
Como nos colocarmos para atacar mais e melhor? A pergunta todo mundo se faz. Dominar o meio é o canal. Todos os bons times do planeta (por seus treinadores) sabem que o primeiro passo é ganhar o meiúca. É assim desde os primórdios do futebol, e a exceção era a liga inglesa, que desprezava o controle da área central, preferindo o famoso apoio direto (bola na área, pra cabeceios de atacantes altos).
Qualquer um, do mais gabaritado treinador ao torcedor de mediana compreensão, sabe que pra chegar na frente em boas condições há que se passar pelo meio, com qualidade.
E todo mundo também sabe que pra executar um 4-3-3 hoje em dia a exigência é de um monumental preparo físico dos meiocampistas e dos atacantes. Precisam ir e vir com naturalidade e pulmão os 90 minutos. Não é o caso do Botafogo.
Assim, nunca poderemos estar com 3 no meio e 3 atacantes. NUNCA. Não com esses que aí estão. Simples assim.
Com isto, não estou dizendo que nunca se pode retirar meiocampistas pra colocar atacantes, como fez o JV. Pode-se, sim. Quando se está perdendo por mais de um gol de vantagem e se precisa buscar o resultado, em pouco tempo. Aliás, foi o que o Dorival fez naquele fatídico jogo de sábado passado, com o auxílio do JV para ter sucesso. Dorival foi pro famoso e antigo "calça de veludo ou bunda de fora". Na verdade, quem faz essa substituição joga o tudo ou nada, arriscando tomar mais 2 ou 3 gols, porque não tem nada mais a perder. O JV ajudou nesse aspecto, porque não encheu o meio pra contrabalançar. Não precisávamos arriscar nada, e pra fazer 5x1 no São Paulo botamos tudo a perder. Foi como se a gente já tivesse engatilhado a Juliana Paes pra nos acompanhar no baile, e tivéssemos crescido o olho pra Gisele Bundchen. Aí, tomamos um murro do Tom Brady e fomos pro hospital, de nariz quebrado. Bem na hora da festa.
Paulo, de POA.

Rodrigo Federman disse...

Pois é, André.

Celso, eu sinceramente acho que ele é, além de incoerente, burro. Ninguém repete erros assim sendo inteligente.

Exatamente, Paulo.

Abs e SA!!!

Gernaldo Silva disse...

Classificação para libertadores com um time dado come rebaixado.

Classificado na pré-libertadores passado por 2 pedreiras.

Classificação em primeiro em um dos grupos mais difíceis.

Grandes chances de passar mais uma fase na libertadores (quartas) mais do que todos imaginavam.

SEMI FINAL da copa do Brasil que chegamos faz 10 anos.

Orçamento menor que os outros 11 clubes considerados grandes.

Apesar dos pesares, campanha razoável no brasileiro.

Burro, arrogante, nojento...

Com todo respeito. Ainda bem que a maioria da torcida não se deixa alienar-se, apoiando em um dos momentos que o clube mais precisa.

O próprio JV já dei provas de que tem o grupo na mão e já saiu de situações complicadas dando a volta por cima... O medo é que a torcida caia na crise implantada pela imprensa e se volte contra que está levando o Botafogo a um patamar próximo de onde nunca deveria ter saído... Luta por títulos.

A impressão que tenho é de que comentam mais a entrevista que o próprio jogo... Coisa de fan mesmo.

Saudações


Rodrigo Federman disse...

Gernaldo, eu acho o JV arrogante e burro. E apoio/torço do mesmo jeito e mesma intensidade que aqueles que pensam contrário sobre ele. Com todo respeito também, ainda bem que parte da torcida não se deixa alienar pelo discurso de tirar leite de pedra e não torce por jogador, técnico ou dirigente, mas pelo clube acima de todos. E em minha modesta opinião, coletiva é trabalho de quem vive no futebol. Portanto, críticas e elogios se fazem necessários também.
Abs e SA!!!